Atlético-MG vence com 2 gols de Hulk e se garante nas oitavas da Libertadores

Savinho marcou o outro gol do time, classificado com uma rodada de antecedência ao fazer 3 a 1 no Del Valle

Em comemoração, Hulk agradece a Allan pelas assistências na vitória sobre o Independiente del Valle
Em comemoração, Hulk agradece a Allan pelas assistências na vitória sobre o Independiente del Valle Pedro Souza/Atlético-MG

Leandro Silveiracolaboração para a CNN

Ouvir notícia

O Atlético-MG está classificado antecipadamente para as oitavas de final da Copa Libertadores. Com mais uma atuação de gala de Hulk, autor de dois gols, derrotou o Independiente del Valle por 3 a 1, no Mineirão, nesta quinta-feira (19), pela penúltima rodada da fase de grupos. Vargas e Savinho marcaram os outros gols da partida.

Com o triunfo, o Galo chegou aos 11 pontos, na primeira posição no Grupo D, com 3 a mais do que o segundo colocado Tolima, o seu adversário na rodada final, na próxima quarta-feira (25), novamente no Mineirão. E precisará de um empate para manter a liderança da chave. Del Valle, com 5, e América-MG, com 2 pontos, completam a chave.

O destaque da partida foi Hulk, autor de dois gols, um em cada tempo, ambos após passes de Allan. Assim, o atacante chegou aos 18 gols em 19 jogos disputados pelo clube nesta temporada. Além disso, agora tem 10 gols marcados na Libertadores, a um de Jô, o maior artilheiro do Atlético-MG na história da competição. E foi decisivo para o time alcançar um recorde: o Atlético tem, agora, a maior série invicta da história do torneio, de 18 confrontos, com 11 vitórias e 7 empates.

O duelo desta quinta também representou o retorno do Galo ao Mineirão, onde não atuava desde 20 de abril em razão de uma extensa programação de shows no local, o que forçou o time a mandar três jogos no Independência. E a equipe está cada vez mais próxima de completar um ano sem perder no estádio, onde caiu pela última vez em 30 de maio de 2021. Depois disso, foram 37 jogos no estádio, com 33 vitórias e 4 empates. No último desses triunfos, nesta quinta, o estádio recebeu 28.873 torcedores.

E eles viram o primeiro gol de Savinho, de 18 anos e 1 mês, entre os profissionais, após 28 partidas, ainda que apenas 7 como titular. Mas a promessa das divisões de base já está de saída, pois o clube já tem um acerto para a sua transferência a algum time do Grupo City, em julho.

Como foi o jogo

Sofrendo com as várias ausências recentes, o Atlético-MG teve mais três problemas para o duelo com o Independiente del Valle. Ficaram de fora o goleiro Everson, que contraiu o coronavírus, o meia Zaracho e o atacante Keno, ambos lesionados. Assim, Antonio Mohamed deu uma chance a Rafael na meta, também optando por usar Ademir e Eduardo Sasha ao lado de Nacho Fernández, para abastecer Hulk.

E, liderado pela sua principal peça ofensiva, o Galo teve um ótimo início no Mineirão. Posicionado no campo de ataque mesmo sem a posse de bola, para pressionar o Del Valle, quase surpreendeu em uma rápida cobrança de falta no 1º minuto, quando o goleiro Moisés Ramírez conseguiu evitar a finalização do centroavante. E o gol veio aos 8 minutos, quando Allan deu passe em profundidade, por entre os marcadores, para Hulk, que dominou na área e bateu de direita para marcar.

Parecia tão fácil que o Atlético-MG quase foi surpreendido em um contra-ataque, aos 15, quando o chute de Bauman acertou a trave. E, talvez por esse susto, o time mudou a postura. Recuou e passou a apostar mais em jogadas de contra-ataque e de transição do que em pressionar a saída de bola do adversário. Por três vezes, esteve perto do segundo gol, em disparos de Ademir, aos 27 e aos 39, e numa jogada em que Moisés Ramírez defendeu duas tentativas cara a cara de Nacho. Mas ainda deu alguns espaços, sendo ameaçado aos 31 minutos, em chute de Bauman que desviou em Alonso e passou perto do gol.

Mas assim como aconteceu no primeiro tempo, o Atlético-MG não demorou para marcar no segundo. E foi com uma “cavadinha”. O primeiro a tentar por cobertura foi Nacho, aos 8 minutos, mas com a bola indo para fora. Aos 11, porém, o lançamento de Allan, ainda do campo de defesa, encontrou Hulk. Na saída do goleiro, tocou por cima para fazer 2 a 0.

O jogo parecia sob controle, tanto que o Galo continuou criando chances de gol. Inspirado, Hulk ainda teve a chance de marcar o terceiro, aos 20, após uma cobrança de escanteio, mas dessa vez parou em Moisés Ramírez. E Ademir teve mais uma oportunidade, mas não conseguiu driblar o goleiro adversário, aos 27.

Mas o gol não saiu. O Del Valle, então, se reorganizou e começou a ameaçar o Atlético-MG. Quase marcou um gol olímpico com Sornoza, aos 31, e diminuiu aos 36. Chávez cruzou da esquerda e, após disputa no meio da área, Vargas chegou batendo para fazer 2 a 1.

O gol, claro, deixou o clima tenso no Mineirão nos minutos finais. Mas o Atlético-MG soube administrar o tempo e a vantagem para assegurar o triunfo. E ainda fechou a noite com um golaço. Aos 51 minutos, Savinho recebeu passe na ponta esquerda, cortou para o meio e bateu colocado, de canhota, no ângulo direito. Selou, assim, em grande estilo a passagem do Galo às oitavas de final, se juntando a Palmeiras, Flamengo, Estudiantes e Colón na próxima fase da Libertadores.

Agenda

Antes do seu próximo compromisso pela Libertadores, o Atlético-MG atuará pela Copa do Brasil. No próximo domingo (22), vai encarar o Brasiliense em Cariacica (ES), no Estádio Kleber Andrade, no duelo de volta da terceira fase. No confronto de ida, o time mineiro venceu por 3 a 0.

Mais Recentes da CNN