Bolsonaro recebe ex-motorista Robson, que estava preso na Rússia

Ex-motorista do jogador de futebol Fernando Lucas Martins havia sido condenado na Rússia por tráfico de drogas

Jaqueline Frizon, da CNN no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Após cumprir compromissos oficiais no Rio, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu nesta quarta-feira (5) Robson Oliveira, brasileiro que ficou preso durante cerca de dois anos e meio na Rússia.

“Sempre demos valor à liberdade. Tive contato com o [presidente russo Vladimir] Putin, que queria falar com o embaixador, e ele só podia assinar o indulto do Robson depois da condenação. A pena dele era de 20 anos de cadeia […] Várias autoridades entraram no circuito. A nossa Embaixada providenciou a retirada dele [Robson] no presídio, até a nossa Embaixada”, disse Bolsonaro, após o desembarque do motorista, que foi recebido por familiares e apoiadores.

Além de destacar o trabalho da embaixada brasileira na Rússia e do ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França, o presidente agradeceu publicamente ao governo russo: “Faríamos isso por qualquer brasileiro em situação semelhante, porque a liberdade pra nós não tem preço. Publicamente, agradeço ao Presidente Putin e ao seu Governo, por ter assinado esse indulto que é tão marcante para todos nós, brasileiros”.

Em vídeo postado nesta quinta-feira (6), Robson agradeceu ao presidente. “Quero agradecer a todo o povo brasileiro que me ajudou com orações, com hashtags, com torcida. Até pessoas que não me conhecem. Quero agradecer aos jogadores que se manifestaram. Quero agradecer ao presidente Bolsonaro que se prontificou a me ajudar e agradeço também ao presidente russo Vladimir Putin”.

Bolsonaro recebe ex-motorista do jogador de futebol Fernando Lucas Martins
Bolsonaro recebe Robson Nascimento de Oliveira, ex-motorista do jogador de futebol Fernando Lucas Martins, que estava preso na Rússia (05.mai.2021)
Foto: Reprodução / CNN

Agenda no Rio

Bolsonaro chegou ao Rio de Janeiro na tarde desta quarta-feira (5), e seguiu para o Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Estado.

Durante uma hora, se reuniu com o governador Cláudio Castro (PSC), com o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), e com o deputado estadual Rosenverg Reis (MDB).

Saiu sem falar com a imprensa.

De lá, seguiu para o Aeroporto Internacional do Galeão, para a recepção de Robson.

Entenda o caso

Em 2019, Robson Oliveira e a esposa dele foram contratados para serem motorista e cozinheira da família do ex-jogador da Seleção Brasileira, Fernando, na Rússia. 

Robson recebeu e levou, a pedido do volante, uma mala que continha o medicamento Cloridrato de Metadona, usado para combater dores, e que seria destinado ao sogro do atleta do Spartak Moscou.

O remédio tem comercialização autorizada no Brasil, mas é proibido na Rússia e, por isso, o brasileiro foi preso por tráfico internacional de drogas.

Ele ficou mais de dois anos preso, sem advogado, e sem poder ver a esposa, já que não são casados no papel. Robson não sabia falar russo ou inglês.

Ao tomar conhecimento do caso, autoridades como o Presidente Jair Bolsonaro e o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) atuaram para que Robson fosse solto.

Ele também recebeu apoio do Moto Clube Prisioneiros da Liberdade, de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, entidade da qual é vice-presidente; de amigos e familiares; além de esportistas, como o jogador Felipe Melo.

Robson Nascimento de Oliveira  está preso na Rússia
Robson Nascimento de Oliveira foi condenado a três anos de prisão na Rússia.
Foto: Reprodução/Instagram/Fernando

Mais Recentes da CNN