Brasil estreia na Copa América vencendo uma Venezuela desfalcada pela Covid-19

Com gols de Marquinhos e Neymar, Seleção larga na competição com vitória em Brasília

Neymar comemora gol na Copa América
Neymar comemora gol na Copa América Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O Brasil venceu a Venezuela neste domingo (13), no jogo de abertura da edição de 2021 da Copa América. A Seleção Brasileira, atual campeã da competição, fez 3 a 0 na partida disputada no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

O primeiro gol do Brasil saiu aos 22 minutos do primeiro tempo. Após uma cobrança de escanteio de Neymar, o zagueiro Marquinhos pegou a sobra após disputa de bola e finalizou, sem chances para o goleiro Graterol.

Na primeira metade do segundo tempo, o lateral Danilo sofreu pênalti na entrada da área. Cobrança de Neymar, com paradinha e no canto oposto do goleiro, sem chance para a defesa. Com o gol, o jogador do PSG chegou a 67 gols pelo Brasil, igualando Ronaldo como o segundo maior artilheiro da Seleção. O número 1, com 95 gols, segue sendo Pelé.

O terceiro gol do Brasil foi de Gabriel Barbosa, o Gabigol. O atacante do Flamengo substituiu Richarlison e entrou bem na partida.

A Venezuela foi a campo com desfalques, tendo registrado 13 casos de Covid-19 na delegação, entre atletas e integrantes da comissão técnica. O técnico português José Peseiro, que dirige a seleção venezuelana, contou com apenas sete jogadores no banco de reserva, diferentemente do Brasil, que pode contar com 12 jogadores como opção para substituições.

Neymar no aquecimento para a estreia na Copa América
Neymar no aquecimento para a estreia na Copa América
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O surto do novo coronavírus na delegação piorou o que já era ruim para a Venezuela. De seis jogos nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, a Venezuela obteve apenas uma vitória, com um empate e quatro derrotas. Com quatro pontos, está em penúltimo lugar na competição.

O Brasil, por outro lado, venceu todos os seus seis jogos e lidera isolado. Depois do primeiro terço das eliminatórias, estariam hoje se classificando, além da seleção brasileira, a Argentina, o Equador e o Uruguai.

Na estreia na Copa América, o técnico Tite trouxe Alisson de volta ao gol e fez um desenho diferente, com Renan Lodi na lateral-esquerda, funcionando quase como um ponta-esquerdo. Ao longo do jogo, Tite acabou substituindo Lodi pelo dono original da posição, Alex Sandro, de perfil mais defensivo.

Brasil 3 x 0 Venezuela

Local e hora: Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, às 18h, domingo (13)

Gols: Marquinhos, Neymar e Gabigol

Brasil – Alisson; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Renan Lodi (Alex Sandro); Casemiro, Fred (Fabinho) e Lucas Paquetá (Éverton Ribeiro); Neymar, Gabriel Jesus (Vinicius Jr.) e Richarlison (Gabigol). Técnico: Tite

Venezuela – Graterol; La Mantia, Adrián Martínez e Pino Mago; Alex González, Moreno, Manzano (Richard Celis), Cásseres (Castillo), José Martínez e Cumaná; Aristeguieta (Córdova). Técnico: José Peseiro

Tabela da Copa América

A Copa América tem a participação de 10 seleções, divididas em dois grupos com cinco cada. Serão cinco rodadas na fase de grupos, com quatro classificados e um eliminado ao final das disputas.

Brasil e Venezuela estão no grupo B da Copa América, que também tem Colômbia, Equador e Peru. Ainda neste domingo, colombianos e equatorianos estreiam em partida que será disputada em Cuiabá a partir das 21h. A cada rodada, uma seleção tem folga, portanto o Peru estreia a partir da segunda sequência de jogos.

As partidas do grupo A começam nesta segunda-feira (14). O Engenhão, no Rio de Janeiro, recebe o confronto entre Argentina e Chile a partir das 18h. Paraguai e Bolívia fazem jogo em Goiânia, com apito inicial marcado para as 21h. O Uruguai estreia na segunda rodada.

Mais Recentes da CNN