Cada competição é única, diz bicampeão paralímpico de lançamento de disco

Claudiney Batista dos Santos quebrou o próprio recorde e era o favorito na categoria

Da CNN

São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, Claudiney Batista dos Santos, que conquistou a medalha de ouro no lançamento do disco F56 nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, afirmou que busca “considerar cada competição como única. O atleta quebrou o recorde que pertencia a ele mesmo, ao marcar 45,59 m.

“Procuro não me considerar favorito”, disse Santos. Apesar disso, ele afirmou que sabe do próprio potencial e do trabalho que teve para chegar a esse patamar.

“A pandemia não atrapalhou só a mim, mas a todos os atletas. Vínhamos em uma crescente, treinando forte para os Jogos de Tóquio”, explicou.

Apesar da mudança de data, o atleta ressaltou que o adiamento foi importante no sentido de poder retomar o treinamento habitual em 2021, o qual teve que realizar na própria casa durante determinado período.

“Pude recuperar o tempo perdido.”

Esta foi a terceira medalha paralímpica da carreira de Santos. Na Rio-2016 ele saiu com o ouro e no lançamento de dardo em Londres-2012 conquistou a prata.

(Publicado por Nathallia Fonseca)

Mais Recentes da CNN