Campeonatos estaduais retornam com exigência do comprovante de vacinação

Federação Paulista de Futebol exigirá comprovante de vacinação também para atletas; No Rio de Janeiro, apresentação será facultativa, mas, os que não tiverem o documento terão que ter teste negativo para Covid-19 

Maioria dos brasileiros se diz a favor da exigência do comprovante de vacina em locais fechados
Maioria dos brasileiros se diz a favor da exigência do comprovante de vacina em locais fechados Cristine Rochol/PMPA

Elis Barretoda CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Os campeonatos estaduais de futebol retornam nesta semana pelo país com a presença de público nos estádios. São os primeiros jogos após o avanço da variante Ômicron, da Covid-19, e o aumento expressivo no número de casos da doença. Os campeonatos paulista e carioca de 2022 começam oficialmente nesta terça-feira (25).

Na última sexta-feira (21), a Confederação Brasileira de Futebol anunciou que vai exigir que os jogadores inscritos nas competições nacionais da temporada de 2022 apresentem comprovante de vacinação.

A confederação também recomendou que as federações estaduais exijam o comprovante de vacinação em seus campeonatos.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) decidiu que é obrigatória a apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 no ato do credenciamento de atletas e membros da Comissão técnica.

Além do certificado, será exigida a realização dos testes de antígeno 24 horas antes de cada partida, para atletas, comissão técnica, árbitros(as) e delegados(as) de jogo.

Os torcedores maiores de 12 anos, só podem ingressar nos estádios paulistas com comprovante de vacinação completo, ou para quem não completou o esquema vacinal, comprovante de uma dose da vacina juntamente a um teste negativo de PCR ou antígeno.

Para crianças menores de 12 anos de idade, é obrigatório o teste negativo de PCR (realizado até 48h antes da entrada no estádio) ou de antígeno (realizado até 24h antes da entrada no estádio).

As exigências valem para todos os jogos do campeonato no estado, já que a federação segue as orientações da Secretaria Estadual de Saúde. Não há restrição de quantidade de público.

Já a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), no documento chamado de protocolo “Jogo Seguro”, decidiu que todos os membros das delegações devem apresentar uma Autodeclaração de Bem-estar em que responderão se tem algum sintoma ou contato com alguém que testou positivo para a doença.

O documento deverá ser apresentado 24 horas antes da partida, somado ao certificado de vacinação. Caso o membro da equipe não apresente o comprovante, terá que mostrar um resultado negativo de teste contra a Covid-19.

Para a entrada de torcedores nos estádios, a federação carioca decidiu que valerá as regras do protocolo sanitário da autoridade local, de onde ocorrerá a partida.

O jogo de estreia do campeonato carioca será de Boavista x Botafogo, nesta terça-feira (25), com 19.900 ingressos disponibilizados para os torcedores que decidirem assistir à partida no estádio Nilton Santos.

De acordo com o protocolo da secretaria de saúde do município do Rio de Janeiro, está liberado 100% do público, mas é obrigatório a apresentação do comprovante de vacinação com ciclo completo.

Pelo Paulistão, também nesta terça-feira (25), o Corinthians recebe o Ferroviária, na NeoQuimica Arena, pela primeira rodada do campeonato. A partida contará com 70% da capacidade do estádio, seguindo a recomendação do governador João Dória.

O Corinthians reforçou ainda, por meio de nota oficial, que seguirá as orientações do “Protocolo de Operação de Jogo da Federação Paulista de Futebol (recebido na 6ª feira, 21/1/22) em consonância com a determinação do Governo do Estado de São Paulo por meio de decreto publicado no Diário Oficial no dia 7/10/21.”

 

Mais Recentes da CNN