Casa Civil faz reunião para discutir Copa América no Brasil

Evento já foi cancelado na Colômbia por causa de protestos e, na Argentina, por causa da pandemia

Leandro Magalhães, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

O ministro Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, fará uma reunião, nesta segunda-feira (31), para avaliar a possibilidade de o Brasil sediar a Copa América no mês de junho.

A reunião será por videoconferência, no Palácio do Planalto, com os organizadores do evento e integrantes da Confederação Brasileira de Futebol.

Um interlocutor do governo disse à CNN a chance do Brasil receber a Copa América é de 90%.

Se o Brasil resolver sediar o evento, fontes do governo brasileiro falam em estabelecer critérios sanitários rígidos para a realização das partidas de futebol nos estádios do Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal e Amazonas.

A equipe econômica do governo vê com bons olhos a realização da competição já que movimentaria a rede hoteleira e geraria empregos nos estados.

A Copa América seria realizada na Colômbia e na Argentina. Mas, por causa de confrontos e protestos na Colômbia em função da reforma previdenciária, a Conmebol decidiu cancelar o evento naquele país. A competição também foi cancelada na Argentina, após o ministro do Interior argentino, Eduardo Pedro, afirmar que a realização do torneio se tornaria difícil devido à atual situação sanitária na Argentina.    

A seleção brasileira está no grupo A da Copa América com o Peru, Venezuela, Colômbia e Equador. A estreia seria no dia 14 de junho. O evento começaria no dia 13 de junho.

Mais Recentes da CNN