Catar espera sediar Copa do Mundo livre de Covid-19 em 2022, diz ministro

País diz que negocia com fornecedores de vacinas para que todos participantes do evento esportivo sejam imunizados; Fifa quer lotação máxima em estádios

Estádio lotado na final da Copa de 2018, na Rússia; Catar pretende ter jogos com capacidade máxima de público e sem Covid-19 em 2022
Estádio lotado na final da Copa de 2018, na Rússia; Catar pretende ter jogos com capacidade máxima de público e sem Covid-19 em 2022 Foto: Matthew Ashton - 15.jul.2018/AMA/Getty Images

Reuters

Ouvir notícia

O ministro das Relações Exteriores do Catar disse neste sábado (17) que seu país está pronto para sediar a Copa do Mundo de 2022 e negocia com fornecedores de vacinas para garantir que todos os participantes sejam vacinados, informou a agência de notícias estatal do Catar, QNA.

“No momento, existem programas em desenvolvimento para fornecer vacinação a todos os participantes da Copa do Mundo. Poderemos, com sorte, sediar um evento sem Covid”, disse o xeque Mohammed bin Abdulrahman al-Thani, que também é vice-primeiro ministro.

Al-Thani também disse acreditar que a Copa de 2022 pode ser o primeiro evento mundial neutro em carbono, segundo a QNA. Isso porque o país construiu uma das maiores instalações de armazenamento de carbono da região.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, disse em fevereiro que os jogos da Copa do Mundo serão disputados em estádios lotados no Catar no ano que vem.

“Estou muito, muito confiante de que (será) incrível, terá a mesma magia, unindo o mundo”, disse ele em um encontro virtual em Genebra. “Estaremos de volta onde devemos estar.”

Mais Recentes da CNN