Cidade do Rio estuda liberar público nos estádios de futebol em agosto

Pedido foi feito pelo clube do Flamengo após ajuste no protocolo sanitário

Gerson durante partida Flamengo x Red Bull Bragantino realizada no Maracanã pelo Campeonato Brasileiro 2021
Gerson durante partida Flamengo x Red Bull Bragantino realizada no Maracanã pelo Campeonato Brasileiro 2021 Foto: CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Camille Couto, da CNN, do Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O setor jurídico do Flamengo solicitou a reabertura dos estádios diante de um novo protocolo sanitário, entregue na tarde desta quarta-feira (28) à prefeitura do Rio de Janeiro. A proposta é para que essa retomada aconteça de forma gradual, começando com a presença de 30% do público, já na disputa do time na Copa Libertadores, em agosto.  

A solicitação é para que o jogo aconteça no Maracanã, com a bilheteria aberta, visando o início para recuperação econômica do estádio, que está fechado para venda de ingressos desde março de 2020, com a pandemia da covid-19. Durante esse tempo, o Flamengo, que administra o estádio, já deixou de arrecadar mais de 150 milhões de reais. 

Mais cedo, durante agenda de hoje (28), o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), demostrou otimismo com o avanço da vacinação e não descartou a possibilidade da volta dos torcedores nos jogos.  

“A gente vai anunciar isso. A gente quer começar a tratar da reabertura, do processo, enfim. A vacinação está caminhando bem, a gente espera que essas interrupções não aconteçam mais, que as vacinas cheguem, mas de qualquer maneira a gente quer tratar do futuro.” 

De acordo com a última atualização do painel de vacinação da prefeitura, 56,8% da população total do Rio de Janeiro já foi imunizada com a primeira dose da vacina contra covid. A previsão é que até a segunda semana do próximo mês, os adultos de até 18 anos já tenham sido vacinados.

Mais Recentes da CNN