COI muda regra e permite momento sem máscara em cerimônias de medalha

Comitê Olímpico Internacional reforça obrigatoriedade do uso em todos locais dos Jogos, mas cria oportunidade de 30 segundos sem o equipamento para fotografias

Os norte-americanos Chase Kalisz (C) e Jay Literland (E), além do australiano Brendon Smith, sem máscara na cerimônia de medalha da prova dos 400 metros medley
Os norte-americanos Chase Kalisz (C) e Jay Literland (E), além do australiano Brendon Smith, sem máscara na cerimônia de medalha da prova dos 400 metros medley Foto: Matthias Schrader - 24.jul.2021/AP

Reuters

Ouvir notícia

Os atletas devem usar máscaras em todos os locais das Olimpíadas de 2020, incluindo as cerimônias de medalhas, disse o Comitê Olímpico Internacional (COI) neste domingo (25).

Uma nova política do COI, no entanto, dá permissão para eles retirarem o equipamento de segurança por um breve período após receberem as medalhas para serem fotografados.

O uso de máscaras é obrigatório em todos os locais dos Jogos, internos e externos, para todos os atletas, funcionários e funcionários de mídia, como parte das medidas estritas dos organizadores para combater o novo coronavírus.

Não é bom usar. É obrigatório [estar com máscaras]”, disse o porta-voz do COI, Mark Adams. “Não, não há relaxamento e pedimos a todos que obedeçam às regras.” 

“É importante para o esporte, para todos os envolvidos e para os nossos amigos japoneses e passa uma mensagem forte”, completou Adams.

Os atletas podem, porém, tirar o equipamento de segurança brevemente no pódio – por um período de 30 segundos – para uma oportunidade de foto, disse o representante dp COI.

Durante as finais de natação da manhã de domingo (noite de sábado, no horário de brasília), o americano Chase Kalisz tirou a máscara no pódio dos vencedores após sua medalha de ouro nos 400 metros medley.

Ele estava ao lado do compatriota – sem máscara – e medalhista de prata Jay Literland e do australiano Brendon Smith, que ficou com o bronze e também removeu sua máscara.

Nadadoras da Austrália recebem medalha de ouro no revezamento 4x100m
Meg Harris, Bronte Campbell, Emma McKeon e Cate Campbell recebem medalha de ouro no revezamento 4x100m feminino
Foto: Matthias Schrader – 25.jul.2021/AP

Os nadadores esta manhã seguiram as instruções que receberam da equipe de protocolo”, disse o porta-voz do COI. “Estas instruções estão em linha com uma nova política que comunicada a todos”, reforçou.

Isso permite uma oportunidade de foto socialmente distante por um máximo de 30 segundos no pódio.”

A equipe australiana também confirmou que seus atletas não fizeram nada de errado. “Nossos atletas estavam simplesmente seguindo a direção do oficial no pódio, que segurava uma placa dizendo para tirar as máscaras brevemente para fotos”, disse um funcionário do Time Austrália.

As Olimpíadas de Tóquio são realizadas em sua maioria sem espectadores, já que a capital japonesa registrou um aumento no número de casos diários de Covid-19 nas últimas semanas.

Todos os 12 atletas de Austrália, Canadá e Estados Unidos no pódio da cerimônia de revezamento 4X100 do estilo livre feminino estavam sem máscara, sorrindo para os fotógrafos.

Neste domingo, os organizadores dos jogos relataram 10 casos positivos de Covid-19 entre pessoas relacionadas aos Jogos, elevando o total para 132 casos desde 1º de julho.

Mais Recentes da CNN