COI suspende investigação contra Saunders após morte da mãe da atleta americana

Em suas redes sociais, Saunders afirmou que deixará a internet por um período para cuidar de sua saúde mental e de sua família

Raven Saunders disse que se afastará das redes sociais após perder sua mãe
Raven Saunders disse que se afastará das redes sociais após perder sua mãe Foto: David J. Phillip/AP

Da CNN*, em São Paulo

Ouvir notícia

O Comitê Olímpico Internacional (COI) informou nesta quarta-feira (4) que suspendeu a investigação do gesto da atleta do arremesso de peso dos Estados Unidos Raven Saunders — que fez um “X” sobre sua cabeça ao subir ao pódio no domingo (1º) — depois da morte da mãe da americana.

“Soubemos da notícia muito triste nesta manhã do falecimento da mãe de Raven Saunders”, disse o porta-voz do COI, Mark Adams. “O COI estende suas condolências a Raven e sua família. Vocês entenderão que, dadas essas circunstâncias, o processo está totalmente suspenso por enquanto.”

Em suas redes sociais, Saunders, que ganhou a atenção e apoio do público com sua personalidade durante a competição, afirmou que deixará a internet por um período para cuidar de sua saúde mental e de sua família.

“Minha mãe foi uma grande mulher e viverá para sempre através de mim. Meu anjo da guarda número um”, afirmou a atleta. “Eu sempre e para sempre amarei você.”

Gesto sob análise

No último domingo, ao receber sua medalha de prata no arremesso de peso, Saunders fez com os braços um “X” acima da cabeça, uma potencial violação das regras que proíbem protestos em pódios de medalhas.

O COI no mês passado relaxou a regra que proibia os atletas de qualquer protesto. Agora, o comitê permite que eles façam gestos em campo, desde que o façam sem interrupções e com respeito pelos outros competidores.

Raven Saunders
Foto: Francisco Seco/AP

No entanto, a ameaça de sanções ainda permanece se houver protestos no pódio durante a cerimônia de medalha.

Questionada, Saunders afirmou que o “X” representava a “interseção onde todas as pessoas oprimidas se encontram”.

Após o gesto de Saunders, o COI entrou em contato com o órgão internacional que rege o atletismo e com o Comitê Olímpico e Paraolímpico dos Estados Unidos.

Após a consulta, o comitê dos Estados Unidos afirmou que o gesto de Saunders não violou suas regras, pois era uma “expressão pacífica em apoio à justiça social e racial (que) respeitava seus concorrentes”.

(*Com informações da Reuters)

(Publicado por Daniel Fernandes)

Mais Recentes da CNN