Com volta da Turquia, Fórmula 1 anuncia as quatro últimas corridas de 2020

Categoria voltará a correr em Istambul, na Turquia, depois de nove anos; também haverá duas corridas no Bahrein e temporada será encerrada em Abu Dhabi

Organização da F1 anunciou volta do circuito de Istambul ao calendário da categoria
Organização da F1 anunciou volta do circuito de Istambul ao calendário da categoria Foto: Reprodução/ F1.com

Henrique Andrade*,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A Fórmula 1 divulgou nesta terça-feira (25) as últimas quatro corridas de 2020, chegando a 17 Grandes Prêmios nesta temporada. Inicialmente, estavam previstas 22 provas, mas o calendário da F1 foi amplamente impactado pela pandemia do novo coronavírus (o GP do Brasil foi cancelado).

As últimas quatro etapas ocorrerão no continente asiático: uma corrida na Turquia, duas etapas seguidas no Bahrein e a última em Abu Dhabi, como de costume.

O circuito turco de Istanbul Park, famoso por sua desafiadora curva 8 – com seus 640 metros contornados em 4 segmentos –, volta à Fórmula 1 pela primeira vez desde 2011, e acontecerá em 15 de novembro. 

O maior vencedor da pista é o brasileiro Felipe Massa, que ganhou em três anos seguidos, de 2006 a 2008. Entre os pilotos ainda ativos, Kimi Raikkonen, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel também já venceram na Turquia.

Assista e leia também:

F1: Williams é vendida a grupo de investimento privado Dorilton Capital, dos EUA

Fórmula 1 renova contrato com todas as 10 equipes até 2025

F1 cancela corrida no Brasil em razão da pandemia de Covid-19

Duas semanas depois, o circuito de Sakhir, no Bahrein, sedia GPs em dois finais de semanas seguidos, em 29 de novembro e 6 de dezembro. A temporada se encerra em Abu Dhabi, como acontece desde 2009, em 13 de dezembro. 

A Fórmula 1 afirmou que algumas dessas corridas podem contar com número limitado de fãs, o que ainda não aconteceu em nenhuma corrida deste ano.

“Gostaríamos de agradecer a todo o trabalho pesado dos nossos parceiros e promotores por tornar essa temporada com 17 corridas possível”, disse a F1, em nota.

Sem corrida na China

A organização da categoria também anunciou o cancelamento da etapa da China, prevista para 19 de abril, mas adiada no início da pandemia. 

“Infelizmente, não vamos correr na China nesta temporada e gostaríamos de agradecer aos nossos parceiros pelo apoio e compromisso nos últimos meses e esperamos retornar ao Shangai no próximo ano.”

(*Sob supervisão de Julyanne Jucá)

Tópicos

Mais Recentes da CNN