Curley Culp, membro do Hall da Fama da NFL, morre aos 75 anos vítima de câncer

Lendário jogador de futebol americano do Houston Oilers anunciou no início de novembro que estava com câncer de pâncreas no estágio 4

Curley Culp
Curley Culp Getty Images

Homero De La FuenteSusannah Cullinaneda CNN

Ouvir notícia

O ex-jogador de futebol americano Curley Culp, lenda do Houston Oilers, morreu neste sábado (27), comunicou a família. Ele tinha 75 anos.

“Em nome de nossa família e com o coração partido, anuncio o falecimento de meu marido, Curley Culp, esta manhã. Pedimos respeitosamente por privacidade neste momento”, escreveu sua esposa, Collette Bloom Culp, no Twitter.

No início de novembro, Culp anunciou que tinha sido diagnosticado com câncer de pâncreas, já no estágio 4.

“Aos meus seguidores, família e amigos, tenho câncer de pâncreas em estágio 4. Faça uma doação às organizações locais contra o câncer para que esta doença temida seja erradicada. Ame a vida, a família e os amigos. Mãos cruzadas, orem a Deus por toda a cura física e espiritual. Ame!”, escreveu o ex-jogador.

Carreira

Culp começou a carreira no Arizona State University, como jogador de linha. Ele foi escolhido pelo Denver Broncos no draft de 1968 da NFL, e depois negociado com o Kansas City Chiefs antes de sua temporada de estreia.

Depois de vencer um campeonato do Super Bowl e chegar ao Pro Bowl em duas de suas primeiras seis temporadas com os Chiefs, Culp foi negociado com o Houston Oilers em 1974. Em Houston, o atleta foi transferido para a posição de tackle e se destacou sob o comando do lendário técnico Bum Phillips , fazendo do time All-Pro seu primeiro ano lá e sendo eleito para o Pro Bowl por quatro anos consecutivos.

Culp ainda jogou uma temporada e meia com o Detroit Lions entre 1980 e 1981, antes de se aposentar da liga. Ele encerrou sua carreira com 68,5 sacks creditados em 179 jogos disputados.

Hall da Fama

O veterano de 14 anos de NFL foi introduzido no Hall da Fama do futebol americano profissional em 2013.

“Toda a família do Hall da Fama do Futebol Profissional lamenta o falecimento de Curley Culp. Ele era um homem maravilhoso, de grande integridade, que respeitava o futebol e como ele se aplicava à vida cotidiana”, disse Jim Porter, presidente do Hall da Fama, em comunicado.

“A humildade e a graça de Curley sempre foram aparentes. Ele amava o Hall da Fama. Nossos pensamentos e orações estão com a esposa de Curley, Collette, e toda sua família durante este momento difícil. O Hall da Fama guardará para sempre seu legado. A nossa bandeira será hasteada a meio mastro na memória de Curley”, completou.

O comunicado no museu do Hall da Fama citou menções de Culp sobre as aplicações do futebol fora do campo. “Aprendi que o futebol não é apenas um esporte, mas uma lição de vida sobre o que significa ser um jogador de equipe”, disse o ex-jogador.

“Aprendi como a dor pode construir caráter e resistência e acredito que a própria vida é como jogar um jogo de futebol muito longo e emocionante, onde cada jogada pode determinar o resultado.”

 

Mais Recentes da CNN