Djokovic atropela boliviano em estreia nas Olimpíadas; tenistas sofrem com calor

Apesar da temperatura de 33 °C e da alta umidade, número 1 do mundo passou com facilidade por Hugo Dellien – 6-2 e 6-2 – e segue em busca do Golden Slam

Djokovic em ação na estreia nas Olimpíadas de 2020
Djokovic em ação na estreia nas Olimpíadas de 2020 Foto: Geoff Burke - 24.jul.2021/USA TODAY Network via Reuters

Reuters

Ouvir notícia

Novak Djokovic iniciou a tentativa de manter viva sua busca por um Golden Slam com uma vitória arrasadora por 6-2 e 6-2 sobre o boliviano Hugo Dellien, neste sábado (24), quando as condições sufocantes em Tóquio cobraram seu preço sobre os jogadores no dia de abertura do tênis nas Olimpíadas de 2020.

Steffi Graf é a única pessoa do mundo do tênis a ter vencido todos os quatro Grand Slams e o ouro olímpico no mesmo ano – feito alcançado em 1988 –, mas o sérvio de 34 anos está a três quintos do caminho, precisando de um ouro em Tóquio e do troféu do Aberto dos Estados Unidos para igualar a façanha da alemã.

O número 1 do mundo não gostaria de passar muito tempo em quadra no calor e na umidade e encerrou o processo na Quadra Central no primeiro dia em cerca de uma hora.

Com temperaturas oscilando em torno de 33 graus Celsius e com alta umidade, os tenistas lutaram para lidar com a situação e não encontraram muito conforto em sacos de gelo e um tubo soprando ar frio.

“Muito difícil”, disse Djokovic sobre as condições climáticas. Ele enfrentará na segunda rodada o alemão Jan-Lennard Struff, que passou pelo brasileiro Thiago Monteiro.

“Acho que hoje, por falar também com outros jogadores, foi o dia mais quente até agora. Está muito quente, mas também úmido. As quadras duras absorvem o calor, fica preso lá. Sem muito vento, sem muita brisa. Definitivamente foi desafiador.”

Um dos principais rivais de Djokovic no Japão, o russo Daniil Medvedev disse que foi um dos piores dias de calor que ele já enfrentou, depois de bater o cazaque Alexander Bublik por 6-4 e 7-6 (8) na segunda partida na Quadra Central.

“Mas você tem que jogar, é a Olimpíada”, disse o número dois do mundo. “Você vem pela medalha. Você não está aqui para chorar por causa do calor. Foi muito difícil para nós dois.”

O sérvio Novak Djokovic, nº1 do mundo no tênis, faz sua estreia em Tóquio
O sérvio Novak Djokovic, nº1 do mundo no tênis, faz sua estreia em Tóquio
Foto: Patrick Semansky – 24.jul.2021/AP

Outro brasileiro em ação em Tóquio, João Menezes fez jogo duro contra o campeão de 2014 do Aberto dos EUA, o croata Marin Cilic, e chegou a ter um match point a favor, mas foi derrotado por 6-7 (5-7), 7-5 e 7-6 (9-7).

Nas duplas masculinas, os britânicos Andy Murray e Joe Salisbury surpreenderam os vice-campeões Nicolas Mahut e Pierre-Hugues Herbert por 6-3 e 6-2.

Mais Recentes da CNN