Djokovic vai para final de Wimbledon e pode chegar ao recorde de Federer e Nadal

O sérvio, de 34 anos, foi pressionado em alguns momentos do jogo por seu oponente, Shapovalov, de 22 anos — mas acabou vencendo a partida

Novak Djokovic é o atual campeão de Wimbledon
Novak Djokovic é o atual campeão de Wimbledon Foto: Kelly Defina - 8.fev.2021/Reuters

Martyn Herman, da Reuters

Ouvir notícia

O atual campeão de Wimbledon, Novak Djokovic, superou golpes poderosos do canadense Denis Shapovalov para chegar à sua sétima final de Wimbledon, nesta sexta-feira, (9), com uma vitória por 7-6 (3), 7-5 e 7-5.

O sérvio, de 34 anos, foi pressionado em alguns momentos do jogo por seu oponente de 22 anos em uma quadra central nublada, mas como ele quase sempre faz, aproveitou suas chances para marcar um confronto no domingo com o italiano Matteo Berrettini.

Décimo cabeça de chave, Shapovalov estava tentando se tornar o segundo canadense a chegar à final de Wimbledon e, apesar de ter mostrado um tênis brilhante, não conseguiu atingir o objetivo. 

Ele acertou 40 winners, mas sempre que Djokovic se encontrava em perigo, ele comandou as ações, salvando 10 dos 11 break points que enfrentou e cometendo apenas 15 erros não-forçados, o que deixa o sérvio no caminho de igualar o recorde de Roger Federer e Rafael Nadal com 20 títulos de Grand Slam.

“Não acho que o placar diga o suficiente sobre o desempenho ou a partida”, disse Djokovic em entrevista na quadra.

“Ele sacou para (fechar) o primeiro set e provavelmente era o melhor jogador no segundo set também, teve muitas chances. Vamos vê-lo muito no futuro, ele é um grande jogador.”

Mais Recentes da CNN