Estrela do rúgbi, Sean Wainui morre aos 25 anos

Wainui era recordista de número de tries em um jogo ao marcar cinco vezes e atualmente defendia o Maori All Blacks

Wainui quebrou o recorde de número de tries em um jogo no Super Rugby
Wainui quebrou o recorde de número de tries em um jogo no Super Rugby CNN

Ben Churchda CNN

Ouvir notícia

O rúgbi da Nova Zelândia está de luto pela morte do jogador do Maori All Blacks, Sean Wainui, depois que o jogador de 25 anos morreu em um acidente de carro nesta segunda-feira (18).

Estrela em ascensão que jogou 10 vezes pelo Maori All Blacks, time histórico da Nova Zelândia que tem como pré-requisito  que todo jogador da equipe tenha ascendência Maori.

Wainui teve uma breve passagem pelos Crusaders no começo da carreira, mas fez sua fama principalmente no Chiefs, da cidade de Hamilton, na ilha norte da Nova Zelândia. Ele chegou à equipe em 2018 e jogou até o começo deste ano. Wainui fez 44 partidas pelo Chiefs e quebrou o recorde de número de tries em um jogo do Super Rugby ao marcar cinco vezes contra os Waratahs no início deste ano.

Wainui juntou-se ao Maori All Blacks nesta temporada. Ele deixa esposa Paige e dois filhos.

“Nossos pensamentos estão com Sean e sua família”, disse o CEO do Rugby da Nova Zelândia, Mark Robinson, em um comunicado. “Oferecemos a eles nosso total apoio nesses momentos tão difíceis”, completou.

“Sabemos que a morte de Sean será profundamente sentida por todos os envolvidos no rúgbi, especialmente seus companheiros da Baía de Plenty (região onde estão estabelecidos os Maori All Blacks) e dos Chiefs, e compartilhamos sua tristeza”.

A mídia local informou que Wainui se envolveu em um acidente de carro na região de McLaren Falls Park, perto de Tauranga, na ilha norte da Nova Zelândia.

A polícia da Baía de Plenty e Taupo disse que uma pessoa morreu depois que um carro bateu em uma árvore por volta das 7h50 (horário local).

“O único ocupante do veículo morreu no local”, disse a polícia, que não revelou o nome do motorista. As autoridades disseram à CNN que a identificação formal do corpo ainda não foi realizada.

“Ele reuniu tudo o que alguém poderia querer de um jogador”, disse o treinador Clayton McMillan, que liderou o Chiefs e atualmente trabalhava com Wainui nos Maori.

“Ele será lembrado por ser um jogador excepcional, apaixonado e trabalhador, e, mais importante, pai e marido. Foi um membro influente nas equipes das quais fez parte e sua presença fará falta”, disse o treinador.

(Texto traduzido. Leia o original aqui.)

Mais Recentes da CNN