Ex-campeão mundial de boxe é assaltado à mão armada em Londres

Amir Khan foi medalha de prata nas Olimpíadas de Londres, em 2004, e detentor do cinturão da WBA na categoria "super-leve" em 2009

Alex Livesey/Getty Images

Matias Grezda CNN

Ouvir notícia

O boxeador Amir Khan diz que foi roubado à mão armada na segunda-feira (18) enquanto estava em Londres com sua esposa, Faryal Makhdoom. “Acabei de tirar meu relógio sob a mira de uma arma em East London, Leyton”, escreveu Khan, em post no Twitter.

“Atravessei a rua com Faryal, felizmente ela estava a poucos passos atrás de mim. Dois homens correram até mim, um deles pediu meu relógio com uma arma apontada para meu rosto. O principal é que estamos ambos seguros.”

A Polícia Metropolitana disse em um comunicado enviado à CNN que eles foram chamados logo após as 21h, na segunda-feira, para Leyton, no leste de Londres.

“Um homem de 30 anos supostamente foi abordado por dois homens que o ameaçaram com uma arma de fogo antes de roubar seu relógio e fugir”, dizia o comunicado.

“Não houve relatos de tiros ou feridos. A polícia respondeu e realizou uma busca na área. Nesta fase muito inicial, não houve prisões.

“Uma investigação começou e a polícia está acompanhando uma série de investigações.”

Khan lutou pela última vez em fevereiro, quando foi derrotado por Kell Brook por meio de uma interrupção da luta, em Manchester.

Agora com 35 anos, Khan ganhou a prata olímpica para a Grã-Bretanha em 2004 aos 17 anos e como profissional foi coroado campeão mundial depois de ganhar o título na categoria meio-leves da WBA em 2009.

 

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN