Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fator Tuchel promete acirrar disputa pela Premier League em 2021

    Em apenas quatro meses, técnico alemão transformou forma de jogar da equipe londrina, que entra para o grupo de favoritos ao título da liga inglesa

    Thomas Tuchel, treinador do Chelsea, comemora título da Liga dos Campeões
    Thomas Tuchel, treinador do Chelsea, comemora título da Liga dos Campeões Foto: Alexander Hassenstein - 29.mai.2021/UEFA via Getty Images

    Ouvir notícia

    Se o Manchester City pensava que a Premier League na temporada 2021-22 seria uma repetição dos dois últimos anos, em que Liverpool e Manchester United foram seus principais adversários, então a derrota na final da Liga dos Campeões, no sábado (29) para o Chelsea certamente mudará essa perspectiva.

    O Liverpool deve ser, de fato, uma grande ameaça se puder contar com todos seus jogadores, incluindo Virgil van Dijk e algumas novas contratações. Também espera-se que o United invista pesadamente em reforços para seu elenco.

    Mas o fator Thomas Tuchel torna o Chelsea um candidato genuíno ao título. Em apenas quatro meses, o técnico alemão transformou o Chelsea de uma equipe que lutava para se classificar para a Liga dos Campeões da próxima temporada no novo campeão europeu.

    O técnico do City, Pep Guardiola – que tem contrato com o clube até 2023 –, deve adorar o desafio e acredita que seus próprios movimentos de recrutamento no intervalo entre as temporadas lhe darão tudo de que precisa para lutar pelo quarto título da liga inglesa em cinco temporadas.

    Mas ele também precisará lembrar que Tuchel se tornou rapidamente um especialista em vencer sua equipe.

    A final de sábado foi a terceira vez que o ex-técnico do Borussia Dortmund e do PSG arquitetou vitórias sobre a equipe de Guardiola – após vitórias na semifinal da Copa da Inglaterra e no Estádio Etihad, pela liga inglesa.

    E mesmo em meio às comemorações no Estádio do Dragão, Tuchel já começava a focar no desafio da próxima temporada.

    “Agora é a hora de comemorar por alguns dias, de curtir, de se deixar absorver. Claro, essa é a hora de refletir sobre isso por uma ou duas semanas, mas, surpreendentemente, isso não vai ajudar muito”, declarou.

    “Acho que é bom porque ninguém quer descansar, eu não quero descansar. Quero o próximo processo com o mesmo nível de qualidade e consistência. Quando terminarmos de digeri essa experiência, será o momento de evoluir e de usá-la, de se tornar melhor e aprender”, acrescentou.

    Título europeu mostra que o Chelsea deve brigar pelo inglês na temporada 2021-22
    Conquista da Liga dos Campeões mostra que o Chelsea, do brasileiro Thiago Silva, deve brigar também pelo título inglês na temporada 2021-22
    Foto: Peter Cziborra – 18.mai.2021/Reuters

    Espera-se que o jovem talento do Chelsea, Kai Havertz – autor do gol do título no sábado –, os meio-campistas Mason Mount e Christian Pulisic, e o lateral Reece James, melhorem seus desempenhos ao mesmo tempo em que o meio-campista francês N’Golo Kante, de 30 anos, uma grande influência da equipe, não diminua sua intensidade.

    Tuchel deve tentar fortalecer suas opções defensivas, já que o brasileiro Thiago Silva se aproxima do final de sua carreira e o time deve abrir espaço para um zagueiro central mais jovem.

    Ascenção do Chelsea favorece a liga

    Em um momento em que Tottenham Hotspur e Arsenal enfrentam dificuldades para formar elencos competitivos, a Premier League – como competição – precisava que Chelsea assumisse o posto de adversário da capital ante o trio de times do Noroeste inglês.

    A transformação do clube de Tuchel deve resultar em mais jogos que despertarão interesse global, o que deve beneficiar também o interesse de expansão internacional da Premier League, que negocia novos acordos de direitos de televisão.

    A nova rivalidade entre Tuchel e Guardiola, baseada não em retórica ou “jogos mentais” baratos, mas em profundo respeito e desafios táticos, também cria um elemento adicional fascinante.

    Mais Recentes da CNN