Fórmula 1 cancela corrida em Mônaco por surto de coronavírus

Pela primeira vez desde 1954, as ruas do principado não receberão os carros da categoria; previsão é retomar corridas em junho, no Azerbaijão

F1 anunciou cancelamento da corrida em Mônaco por surto de coronavírus
F1 anunciou cancelamento da corrida em Mônaco por surto de coronavírus Foto: Benoit Tessier - 26.mai.2019/ Reuters

Da CNN Brasil, em São Paulo

Ouvir notícia

O Grande Prêmio de Mônaco da Fórmula 1 não será realizado neste ano em razão da pandemia do novo coronavírus, anunciaram os organizadores da prova nesta quinta-feira (19).

Essa é a primeira vez desde 1954 que as ruas do principado não receberão os carros da principal categoria de automobilismo do mundo — o GP em Mônaco estava marcado para o fim de semana de 22 a 24 de maio.

Mais cedo, a F1 havia anunciado que a corrida em Mônaco, assim como os Grandes Prêmios de Holanda e Espanha, seria suspensa.

“A Fórmula 1, a FIA e os três promotores [das corridas] tomaram essas decisões para garantir a saúde e a segurança das equipes que precisam viajar, dos participantes do campeonato e dos fãs, que continuam sendo nossa principal preocupação”, informou a categoria, em nota.

Os envolvidos disseram que estudarão a viabilidade de datas alternativas para as corridas afetadas serem realizadas mais tarde neste ano.

Dessa forma, as sete primeiras corridas do calendário de 2020 deixam de ser realizadas. Austrália, Bahrein, Vietnã e China já tinham sido canceladas. A primeira corrida da temporada está prevista para ocorrer no Azerbaijão, em 7 de junho.

Novo regulamento

A F1, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e as dez equipes envolvidas na categoria concordaram por unanimidade em atrasar as mudanças de regulamento previstas para 2021.

Agora, as novidades entrarão em vigor apenas em 2022. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (19) os representantes disseram esperar que a decisão alivie os prejuízos causados aos times pela redução do calendário de corridas deste ano.

“Todas as partes discutiram a fundo a situação do campeonato de 2020 e como o esporte reagirá aos desafios atuais causados pela pandemia de COVID-19”, declarou a FIA em comunicado.

“Dada a atuação situação financeira volátil que isto criou, foi acordado que os times usarão seus chassis de 2020 em 2021, com os potenciais componentes adicionais a serem discutidos no decorrer do tempo.”

As mudanças nas regras em 2021 deveriam criar carros mais competitivos e parelhos. O novo carro da F1 teria novidades na aerodinâmica que o aproximavam de um carro da Indy, competição automobilística norte-americana.

Com um novo formato, os carros teriam mais facilidade para se aproximar um dos outros, uma das maiores dificuldades de equipes menores atualmente.

 

Mais Recentes da CNN