Inteligência emocional é essencial para desempenho de atletas, explica médico

No quadro Correspondente Médico, neurocirurgião Fernando Gomes falou sobre os impactos da pressão psicológica em esportistas das Olimpíadas

Nicole Lacerda, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Na edição desta quarta-feira (28) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou os impactos da pressão em atletas olímpicos.

Estrela norte-americana da ginástica artística, Simone Biles desistiu de competir na final do individual geral da ginástica, nas Olimpíadas de Tóquio. Após avaliação médica, a atleta de 24 anos decidiu focar na saúde mental.

Biles já tinha desistido de competir na final por equipes, após um desempenho abaixo do esperado na prova de saltos. A ginasta afirmou que não queria continuar e preferiu se resguardar. 

O médico comentou a pressão psicológica para a saúde mental dos atletas, que se cobram constantemente por performances excelentes.

“Um atleta profissional de alta performance precisa sempre trabalhar com dois tipos de inteligências: uma corporal sinestésica, que é a habilidade de conseguir orquestrar movimentos físicos coordenados, e a inteligência emocional”, explicou Gomes.

Segundo o neurocirurgião, a necessidade de conciliar os preparos do treino e gerenciar desconfortos durante as provas são essenciais para atletas conseguirem lidar com a frustração de resultados abaixo do esperado.

“A questão de ser difícil ter sempre um excelente desempenho pode provocar alterações na saúde mental e, por isso, muitas vezes acaba sendo difícil [para os profissionais esportivos]”, avaliou.

“Em algum momento, a pessoa chega a confundir no psicológico o que ela faz com o valor que ela tem para si mesma e para os outros. É como se a autoestima dela dependesse totalmente do bom desempenho — se ela não tem um desempenho, no mínimo, excelente, ela não vale nada”, explicou Fernando Gomes.

quadro Correspondente Médico
No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes falou sobre a saúde mental e a pressão em atletas olímpicos
Foto: CNN Brasil (28.jul.2021)

 

Mais Recentes da CNN