Japão diz que cabe ao COI decidir se Olimpíada de Tóquio vai acontecer

Após um ano de atraso devido à pandemia, os Jogos estão programados para começar em 23 de julho, apesar da oposição de uma grande parte dos japoneses

A pandemia mudou as expectativas para as Olimpíadas de Tóquio
A pandemia mudou as expectativas para as Olimpíadas de Tóquio Foto: REUTERS/Issei Kato

Chie Kobayashi, CNN

Ouvir notícia

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse que cabe ao Comitê Olímpico Internacional (COI) decidir se a Olimpíada de Tóquio irá ou não acontecer.

Após um ano de atraso devido à pandemia, os Jogos estão programados para começar em 23 de julho, apesar da oposição de uma grande parte do público japonês.

O início da campanha de vacinação no país não foi tão rápido quanto o previsto e os casos ainda estão se espalhando. Tóquio está em estado de emergência devido à Covid-19, e deve durar até o final do mês.

“Minha prioridade tem sido proteger a vida e a saúde da população japonesa”, disse Suga. 

“Deixe-me abordar isso com clareza. Em termos dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, é importante que primeiro tenhamos de prevenir a propagação do vírus. O COI já tomou a decisão de realizar os Jogos e notificou os países como tal.”

(Esse texto é uma tradução. Para ler o original, em inglês, clique aqui)

Mais Recentes da CNN