Palmeiras: vitória de técnico português impulsiona legião estrangeira no Brasil

A vitória do Palmeiras coroou um técnico português como vencedor da principal competição da América do Sul pela segunda vez consecutiva

Da Reuters

Ouvir notícia
Abel Ferreira comemora título da Libertadores pelo Palmeiras
Abel Ferreira comemora título da Libertadores pelo Palmeiras
Foto: Alexandre Neto/Photopress/Estadão Conteúdo

A vitória do Palmeiras na Copa Libertadores sobre o Santos, no sábado (30), coroou um técnico português como vencedor da principal competição da América do Sul pela segunda vez consecutiva. Na temporada passada, foi Jorge Jesus quem levou o Flamengo à vitória.

Este ano foi Abel Ferreira, de 42 anos, quem leva os aplausos do Palmeiras, que derrotou o Santos com uma cabeçada nos acréscimos Breno Lopes, após jogo brigado e truncado no estádio do Maracanã, no Rio.

A vitória no torneio sul-americano consolida a imagem vitoriosa dos treinadores portugueses no Brasil e ocorre no final de uma temporada em que os clubes brasileiros experimentaram com estrangeiros mais do que nunca.

O futebol brasileiro é notoriamente isolado, com muitos acreditando que seu sucesso sem precedentes no cenário mundial – é o único país a vencer a Copa do Mundo cinco vezes e lar de grandes nomes de todos os tempos como Pelé, Ronaldo, Romário e Neymar – significa que eles têm pouco para aprender com o mundo exterior.

Mas o sucesso de Jesus – ele também levou o Flamengo ao título do Campeonato Brasileiro em 2019 – fez com que outros clubes olhassem para além do Brasil. Atlético Mineiro, Vasco da Gama, Santos e Flamengo estavam entre os contratantes de estrangeiros.

As mudanças ocorreram com sucesso misto em um país conhecido pela maneira pouco caprichosa como os treinadores são contratados e demitidos.

O argentino Eduardo Coudet levou o Internacional ao topo da Série A antes de partir para a Espanha e o Atlético Mineiro do também portenho Jorge Sampaoli ainda tem chances de vencer o campeonato.

Já Domenec Torret, o espanhol que substituiu Jesus no Flamengo, ficou apenas três meses no comando antes de ser demitido. O português Jesualdo Ferreira liderou o Santos por apenas 15 jogos antes de voltar a cruzar o Atlântico.

O também lusitano Ricardo Sá Pinto ficou apenas dois meses no Vasco da Gama e o venezuelano Rafael Dudamel ficou ainda menos tempo no Atlético Mineiro.

Abel Ferreira só chegou ao Palmeiras em novembro com a fama de tirar o melhor de jovens jogadores. O Palmeiras tem um elenco repleto de jovens talentos, com Gabriel Menino, 20, Danilo, 19, e Patrick de Paula, 21, todos presentes na vitória de sábado.

 

Ferreira se torna apenas o terceiro técnico não sul-americano a vencer a principal competição de clubes da região, depois de Jesus e do croata Mirko Jozic, que venceu pelo Colo-Colo em 1991.

Festa aglomerada

Ferreira e os campeões voltaram para São Paulo ainda no sábado e foram comemorar o título na Academia de Futebol, localizada na Barra Funda, Zona Oeste da capital paulista. Centenas de torcedores aguardavam a equipe ali e se aglomeraram descumprindo protocolos sanitários.

Não muito longe dali, no Allianz Parque, a mesma coisa ocorreu. Bares até estavam com as portas fechadas, mas isso não impediu que as pessoas fossem vistas com bebidas. A Polícia Militar estava no local, mas não foi capaz de evitar a aglomeração, que se estendeu, sobretudo, pelas ruas Palestra Itália, Caraíbas e Diana. 

Todo o estado de São Paulo entrou na fase vermelha do plano de flexibilização, a mais restritiva, em função da pandemia de Covid-19. Durante o fim de semana, apenas serviços essenciais têm permissão para funcionar. 

Mais Recentes da CNN