Pelo menos 35 cidades-sede da Olimpíada cancelaram acordos para receber atletas

Os programas das cidades-sede dão as boas-vindas a atletas de 184 países no Japão, antes dos Jogos, para treinamento e programas culturais

Logo da Olimpíada Tóquio 2020
Logo da Olimpíada Tóquio 2020 Foto: ´Issei Kato/Reuters

Chie Kobayashi, da CNN, em Tóquio

Ouvir notícia

Dezenas de “cidades-sede” da Olimpíada cancelaram acordos para acomodar atletas para os próximos Jogos Olímpicos de Tóquio devido a preocupações com a Covid-19, disse um oficial nesta quinta-feira (13).

Os programas das cidades-sede dão as boas-vindas a atletas de 184 países no Japão, antes dos Jogos, para treinamento e programas culturais.

Mas pelo menos 35 das 528 cidades-sede cancelaram seus negócios, disse Yasuhiro Omori, um oficial do Gabinete do Gabinete para as Olimpíadas e Paraolimpíadas à CNN.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 estão programados para começar em 23 de julho.

Na quarta-feira, o porta-voz do Comitê Olímpico Internacional, Mark Adams, garantiu aos repórteres que Tóquio ainda planeja sediar os Jogos, apesar das crescentes preocupações do público em torno do evento.

O Japão está lutando contra outra onda de infecções por Covid-19, com 653.363 casos relatados desde o início da pandemia, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Texto traduzido, leia original em inglês aqui.

Mais Recentes da CNN