Polícia indicia jogador do Bahia por injúria racial contra atleta do Flamengo

O jogador do time carioca alegou ter escutado a frase “Cala boca, negro” do adversário após um gol do Flamengo

Beatriz Puente e Camille Couto, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O jogador colombiano Juan Pablo Ramírez, do Bahia, foi indiciado pelo crime de injúria racial contra o atleta Gerson, do Flamengo.

A infração ocorreu durante uma partida entre os dois clubes no dia 20 de dezembro de 2020. O jogador do time carioca alegou ter escutado a frase “Cala boca, negro” do adversário após um gol do Bahia. 

A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância instaurou um inquérito para investigar o caso no dia seguinte da partida.

A Polícia informou, em nota, que testemunhas foram ouvidas, a súmula do jogo e imagens da partida foram analisadas e comprovam a indignação imediata de Gerson ao ouvir a ofensa racial. Ramirez, no entanto, negou a injúria racial e afirmou que apenas disse “joga rápido, irmão”.

 

Gerson durante o jogo entre Flamengo x Bahia pelo Brasileirão
Gerson durante o jogo entre Flamengo x Bahia pelo Brasileirão
Foto: Nayra Halm/FotoArena/Estadão Conteúdo

Além disso, em depoimento, outros jogadores da equipe acrescentaram que Gerson ficou muito abalado com a agressão, apresentou comportamento diferente do normal no vestiário e se recusou a encontrar parte do elenco após o jogo, pois estava triste com o fato ocorrido.

Com a decisão, o caso segue para a Justiça, que vai decidir se aceita ou não o indiciamento.

A CNN procurou o jogador Ramirez e aguarda o posicionamento.

Mais Recentes da CNN