Quais deverão ser os próximos passos de Tom Brady no futebol americano

Aos 44, jogador ouve há anos perguntas de quando deverá ser sua aposentadoria. De acordo com ele, a família é um ponto que deve pesar na decisão

Tom Brady no Raymond James Stadium
Tom Brady no Raymond James Stadium 7/2/2021 Matthew Emmons-USA TODAY Sports

Jack Bantockda CNN

Ouvir notícia

Tom Brady não terá sua chance de um oitavo anel de campeão da NFL, a liga de futebol americano, nesta temporada. Será que ele vai conseguir outro?

O Tampa Bay Buccaneers, time de Brady, foi derrotado nas semifinais da Conferência Nacional (o equivalente às quartas de final da NFL), em um fim de semana com jogos emocionantes.

A equipe ficou muito próxima de conseguir uma virada de 24 pontos no segundo tempo contra o Los Angeles Rams. Comandados por Brady, os Buccaneers chegaram a estar perdendo por 27 a 3, buscaram o empate em 27 pontos, mas acabaram perdendo por 30 a 27, devido a um field goal convertido pelos Rams no último lance do confronto.

As perguntas sobre o futuro do jogador de 44 anos começaram no momento em que ele deixou o campo, dizendo que “não havia pensado muito sobre isso”. “Vamos levar isso dia a dia e ver onde estamos”, acrescentou.

Enfrentando perguntas ao fim de cada temporada sobre seus planos de aposentadoria por anos, Brady falou longamente sobre seus pensamentos para o futuro no podcast “SiriusXM Let’s Go!” na segunda-feira.

Embora reiterando seu desejo de não “apressar” nenhuma decisão, Brady disse que sua esposa, Gisele Bündchen, e os filhos estarão no centro de qualquer escolha que fizer.

“A maior diferença agora que estou mais velho é que agora eu também tenho filhos e me importo muito com eles”, disse o jogador na entrevista.

“Eles são meus maiores torcedores. Minha esposa é minha maior torcedora, ela sofre muito a cada vez que eu sou eliminado. Ela merece o que precisa de mim como marido e meus filhos merecem o que precisam de mim como pai.”

Família primeiro

Mesmo com o final doloroso, esta foi outra excelente temporada para Brady, que acumulou 5.316 jardas em lançamentos, o melhor número do campeonato desta temporada, e passou a marca das 5.000 jardas pela segunda vez em sua carreira. Ele também liderou a NFL, na temporada regular, em número de passes para touchdown, com 43.

No entanto, Brady afirmou que os acertos não teriam sido possíveis sem sua família.

“Vou passar algum tempo com eles e dar a eles o que eles precisam, porque eles realmente me deram o que eu preciso nos últimos seis meses para fazer o que amo fazer”, disse Brady.

“É isso que são os relacionamentos: nem sempre é o que eu quero, é o que queremos como família. Vou passar muito tempo com eles e descobrir no futuro o que virá depois.

“Jogar futebol americano me dá muita alegria, eu gosto muito. Mas há muita alegria em não jogar futebol americano para mim agora também, com meus filhos crescendo e eu podendo acompanhá-los.”

“Nível de campeonato”

Tendo passado 20 anos e vencido seis Super Bowls (a final da NFL) com o New England Patriots, estabelecendo uma dinastia dominante com o técnico Bill Belichick, Brady assinou com os Buccaneers em 2020.

Logo em seu primeiro ano na franquia, ele levou seu sétimo anel do Super Bowl, anulando enfaticamente mais um ano de suposições de que já teria passado de seu auge – coisa que Brady ouve desde pelo menos 2015.

A aposentadoria virá quando o próprio atleta sentir que não pode mais jogar no “nível de campeonato”.

“Todo ano eu só tenho que me certificar de que consigo me comprometer com o que o time precisa, isso é muito importante para mim”, disse Brady.

“Eles merecem o meu melhor. Se eu sentir que não estou comprometido com isso, ou que não consigo mais jogar em um nível de campeonato, então você tem que dar para outra pessoa a chance de jogar.”

“Vamos ver. Há bastante tempo entre agora e o começo da próxima temporada. Eu terei que descobrir essas coisas, o que provavelmente é natural para qualquer um.”

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN