Red Bull lidera treinos livres para o GP do Azerbaijão de Fórmula 1

Sergio Pérez e Max Verstappen lideraram as sessões nesta sexta-feira (4) no circuito de rua de Baku; pilotos da Mercedes ficam fora do top 10

Sergio Pérez, da Red Bull, foi o mais rápido nos treinos livres para o GP de F1 no Azerbaijão
Sergio Pérez, da Red Bull, foi o mais rápido nos treinos livres para o GP de F1 no Azerbaijão Foto: Francois Nel - 4.jun.2021/Getty Images

Reuters

Ouvir notícia

Sergio Pérez, da Red Bull, foi o mais rápido nos treinos livres para o Grande Prêmio do Azerbaijão de Fórmula 1 nesta sexta-feira (4).

Seu companheiro de equipe e líder do campeonato mundial, Max Verstappen, ficou logo atrás. Já os pilotos da Mercedes não ficaram nem entre os 10 mais rápidos.

O mexicano completou sua melhor volta no circuito de rua de Baku com o tempo de 1:42.115 segundos, 0.101s mais rápido que Verstappen.

O heptacampeão mundial Lewis Hamilton, principal rival de Verstappen na temporada 2021 depois de cinco corridas, ficou em 11º lugar, mais de um segundo atrás da melhor marca da equipe rival.

Seu companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, vencedor na última vez que o Azerbaijão sediou uma corrida, em 2019, foi 16º, mais de dois segundos mais lento que Pérez.

Pela manhã, Verstappen foi o mais rápido na primeira sessão de treino livre, com o tempo de 1:43.184.

O holandês de 23 anos está quatro pontos à frente de Hamilton, após assumir a liderança do campeonato de pilotos com a vitória em Mônaco, no mês passado, enquanto Hamilton terminou em sétimo.

Carlos Sainz, da Ferrari, foi o terceiro em ambas as sessões no Azerbaijão. Seu companheiro de equipe, Charles Leclerc, foi o segundo mais rápido no primeiro treino e o quarto à tarde – a Ferrari parece ser a equipe com maior probabilidade de desafiar a Red Bull pela pole position no sábado (5).

A pista se mostrou escorregadia para os pilotos, que também tiveram que enfrentar condições de vento adversa na volta do esporte às ruas de Baku – ainda sem espectadores devido à pandemia de Covid-19.

Cancelamento do GP de Cingapura

O Grande Prêmio de Cingapura foi cancelado pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia do novo coronavírus, disseram os organizadores da corrida, em comunicado, nesta sexta-feira (4).

“Cancelar o evento pelo segundo ano é uma decisão incrivelmente difícil, mas necessária à luz das restrições vigentes para eventos ao vivo em Cingapura”, disse Colin Syn, vice-presidente do Singapore GP Pte Ltd.

Mais Recentes da CNN