Rio libera 10% da capacidade de público do Maracanã para final da Copa América

Ao todo, estádio poderá receber até 7,2 mil convidados para decisão da competição sul-americana

Stéfano Salles, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Prefeitura do Rio de Janeiro liberou nesta sexta-feira (9) a presença de até 10% de público no Maracanã para a decisão da Copa América, que acontece às 21h deste sábado, quando Brasil e Argentina decidem a competição. A informação foi publicada no Diário Oficial do Município, em ato do secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

A medida é, de acordo com a resolução, de caráter excepcional e temporário, e não altera outras medidas de proteção à vida anteriormente impostas pelo município, que precisarão ser obedecidas pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

A norma determina que os presentes terão que apresentar testes realizados até 48 horas ante da partida, sejam de RT-PCR ou de antígeno. Também será necessário manter espaçamento mínimo de dois metros entre cada indivíduo ou família. O formato é semelhante ao autorizado na decisão da Copa Libertadores da América, em janeiro, quando Palmeiras e Santos decidiram a competição. Na ocasião, o Palmeiras conquistou seu segundo título da competição.

De acordo com a administração do Maracanã, o estádio tem capacidade atual de público para 72.285 pessoas. A libertação, portanto, seria para 7.228 torcedores. 

A proposta foi rejeitada pelo município. No entanto, na ocasião, o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, afirmou que a pasta analisava um novo protocolo para a decisão.

Durante apresentação do boletim epidemiológico nesta sexta, o prefeito Eduardo Paes (PSD) afirmou que a final será tratada como um evento-teste: “Foi feito um pedido para liberação, de 50%, que foi recusado. Eu soube do pedido pela imprensa, a SMS analisou e negou. E, com um novo pedido, entendeu, com toda a liberdade do mundo, que 10% não seria problema. Eu não recebi pressão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), da Conmebol, de ninguém”, afirmou o prefeito.

A Conmebol informou que serão 2,2 mil ingressos para cada torcida. A brasileira ficará no setor Norte, com acesso pela Radial Oeste. Os argentinos ficarão no setor Sul, acessível pela Rua Professor Eurico Rabelo. Não haverá venda de ingressos, o público será formado por convidados da CBF e da Associação de Futebol Argentino (AFA). 

Os convidados da CBF precisarão buscar suas credenciais no Ginário Gilberto Cardoso, o Maracanãzinho, no próprio sábado (10). O espaço estará aberto das 10h às 22h, e será necessário levar documento de identificação original com foto, além de duas cópias de exame RT-PCR com resultado negativo. Já as entradas da AFA são geridas pelo Consulado da Argentina no Rio de Janeiro. Os convidados da entidade precisam comparecer à Praia de Botafogo 228 S/L 201, entre as 17h e 21h desta sexta-feira, e no dia do jogo, das 8h às 16h, também munidos de documento de identificação original.

Mais Recentes da CNN