Seleção brasileira feminina de rugby vai para sua 2ª Olimpíada e busca medalha

Para melhorar o desempenho obtido na Rio 2016, a seleção está focada em impor uma marca no estilo de jogo da equipe

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O rugby pode não ser um esporte popular no Brasil, mas isso não impede a seleção brasileira feminina de se colocar entre as melhores do mundo. Classificada para sua segunda Olimpíada, as Yaras – apelido da equipe – buscam evoluir do 9º lugar obtido na Rio 2016.

Para melhorar o desempenho, a seleção está focando em impor uma marca pessoal no estilo de jogo da equipe. “Estamos em um momento de abraçar nossa cultura, que é ser ousada, alegre e se divertir. Somos um time animado e estamos trabalhando para ser mais leve dentro de campo”, disse a jogadora da seleção Aline Furtado.

O Brasil está no grupo B das Olimpíadas e entra em campo no final da noite do dia 28/07, contra o Canadá. Os outros dois jogos do Brasil acontecem na madrugada de quarta-feira (28) para quinta-feira (29). Os duelos são contra França e Fiji. O Brasil passa de fase se terminar em uma das duas primeiras posições.

Todas as partidas da modalidade acontecem no Estádio de Tóquio.

Para a capitã, Raquel Kochhann, o foco da equipe vai ser naquilo que elas fazem em campo e em mostrar o rugby brasileiro para o mundo.

“Estamos enfrentando os melhores times do mundo no maior evento esportivo. Todos os jogos vão ser muito duros, mas, acima de resultados, estamos focando no nosso jogo. Queremos colocar em campo aquilo que a gente se propõe a fazer e mostrar para o mundo o rugby brasileiro.”

Seleção brasileira feminina de rugby (27.jul.2021)
Seleção brasileira feminina de rugby (27.jul.2021)
Foto: CNN Brasil

(Publicado por Bruna Baddini)

Mais Recentes da CNN