Sem máscara, Quirguistão e Tajiquistão destoam em abertura das Olimpíadas

Atletas de dirigentes dos países da Ásia Central, além de porta-bandeira do Paquistão, deixaram de cumprir protocolo de segurança contra a Covid-19

Reuters

Ouvir notícia

A equipe olímpica do Quirguistão desfilou sem máscara no Estádio Nacional de Tóquio na cerimônia de abertura das Olimpíadas, nesta sexta-feira (23), em um contraste estranho com a maior parte das nações que os precederam usando o equipamento de proteção – e de acordo com os protocolos contra a Covid-19.

Apenas um dos atletas do país da Ásia Central cobriu o rosto, com os outros membros da pequena delegação, incluindo seus dois porta-bandeiras, acenando e sorrindo ao entrar no estádio.

Pouco depois, a equipe do Tajiquistão também marchou sem máscara, enquanto os dois porta-bandeiras do Paquistão também optaram por não cobrir o rosto, ao contrário da grande maioria dos outros participantes da cerimônia.

Os organizadores das Olimpíadas não responderam imediatamente a um pedido de comentários sobre as delegações sem máscaras na cerimônia.

Mais Recentes da CNN