STJD derruba liminar que permite público em jogos do Flamengo

Decisão suspende torcedores no estádio até próxima reunião do Conselho Técnico, no dia 28 de setembro

Beatriz PuentePauline Almeidada CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Em caráter de urgência, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) derrubou, na madrugada desta quinta-feira (16), a liminar que permitia a presença de público pagante nos jogos do Flamengo.

A decisão suspende os efeitos da autorização até a próxima reunião do Conselho Técnico dos clubes da Série A, marcada para o dia 28 de setembro.

“Tratando-se de matéria com escopo relevante e que traduz […] probabilidade de dano de difícil ou incerta reparação com a iminente não realização da rodada deste próximo final de semana, concedo parcialmente o efeito suspensivo ativo vindicado”, decidiu o vice-presidente do STJD e relator do processo, Felipe Bevilacqua.

Agora, a rodada do Campeonato Brasileiro do próximo fim de semana está confirmada. A medida atendeu ao pedido de intervenção de 17 clubes da série A. Os times queriam atuar como terceiros interessados na medida do Flamengo.

Na terça-feira (14), o presidente do STJD, Otávio Noronha, havia acatado o pedido para inclusão dos clubes no processo, mas mantido a liminar. Como justificativa, Noronha apresentou mudanças nas regras sanitárias pela prefeitura do Rio de Janeiro, com autorização de jogos com público.

A derrubada da liminar aconteceu logo após a volta do público ao Maracanã, na partida entre Flamengo e Grêmio pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Esse foi o primeiro jogo com venda de ingresso para público no Rio. O evento-teste poderia receber quase 25 mil pessoas, mas teve apenas um pouco mais de 6.400 torcedores.

No próximo domingo, os clubes voltam a se enfrentar, desta vez pelo Campeonato Brasileiro, mas, por enquanto, sem a presença da torcida.

A CNN fez contato com o Flamengo e a CBF e aguarda retorno.

Mais Recentes da CNN