STJD nega pedido do Flamengo para adiar jogo após dezenas de casos de Covid-19

Clube carioca protocolou na noite desta sexta-feira (25) pedido de reconsideração da decisão, afirmando ter confirmado mais nove registros do novo coronavírus

Luiz Adriano, do Palmeiras, disputa bola com De Arrascaeta, do Flamengo, durante partida válida pelo Campeonato Brasileiro 2019
Luiz Adriano, do Palmeiras, disputa bola com De Arrascaeta, do Flamengo, durante partida válida pelo Campeonato Brasileiro 2019 Foto: Palmeiras/Divulgação

Gabriel Passeri* e Elis Barreto*, da CNN, em São Paulo e no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) recusou o pedido de adiamento da partida entre Palmeiras e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, que por enquanto segue mantida para o próximo domingo (27), às 16h, no Allianz Parque.

A decisão de manter o jogo é do presidente do STJD, Otávio Noronha. O Flamengo já protocolou um pedido de reconsideração, após confirmar mais nove casos positivos da Covid-19.

Até a manhã desta sexta-feira (25), o clube carioca tinha 33 confirmações do novo coronavírus em seu quadro de funcionários, entre atletas, técnicos e comissão. 

No despacho, o presidente do tribunal alega que, de acordo com o regulamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Flamengo ainda pode inscrever mais seis atletas em condição de jogo para recompor seu elenco. 

Assista e leia também:

Messi critica o Barcelona pela saída de Suárez

Liberado logo de empresa de brinquedos sexuais em camisa de time holandês

Gabriel Jesus é cortado por lesão; Tite chama Matheus Cunha para Eliminatórias

Otávio Noronha também argumenta que não procederia a argumentação de que o Flamengo não teria recursos para contratar seguranças, motoristas e afins “desprende-se totalmente da realidade ostentada pelo reconhecidamente mais abastado clube da atualidade no Brasil, o mais recente Campeão Nacional e das Américas”.

A posição do advogado do Flamengo, Eduardo Assef, é de que nenhum atleta que tenha participado da vitória do rubro-negro sobre o Barcelona de Guayaquil na terça-feira (22) deve entrar em campo, em função dos prazos de segurança sanitária.

Pedidos para a volta

O presidente do STJD argumentou em sua decisão que durante a paralisação do futebol em função da pandemia a diretoria do Flamengo defendeu que as partidas fossem retomadas.

“Aliás, como é público e notório para aqueles que acompanham o futebol, dentre as agremiações que sempre perseguiram, o quanto antes, a volta dos campeonatos, o próprio Flamengo sempre ocupou posição de protagonismo”.

Com a partida mantida para o próximo domingo, o Flamengo deve entrar em campo com 19 desfalques.

São três jogadores lesionados (Diego Alves, Gabigol e Pedro Rocha) e 16 com o novo coronavírus (Bruno Henrique, Diego Ribas, Everton Ribeiro, Filipe Luís, Gabriel Batista, Gustavo Henrique, Isla, João Victor, Léo Pereira, Matheus França, Michael, Renê, Rodrigo Caio, Thuller, Vitinho e William Arão).

Apenas um ponto separa Palmeiras e Flamengo na tabela do Brasileirão: enquanto os paulistas ocupam a 4ª colocação com 18 pontos, os cariocas estão em 6º, com 17.

*Sob supervisão de Evelyne Lorenzetti e Isabelle Resende

Mais Recentes da CNN