Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Sucesso de brasileiros nas oitavas da Libertadores quase dobrou desde reformulação do torneio

    Seis clubes do Brasil buscam classificação às quartas de final da competição a partir desta terça-feira; desde ampliação de vagas, sucesso brasileiro aumentou em 87%

    Sávio, do Atlético-MG, marcou contra o Santos logo aos 6 minutos do primeiro tempo
    Sávio, do Atlético-MG, marcou contra o Santos logo aos 6 minutos do primeiro tempo Pedro Souza/Atletico

    Danilo Moliterno

    Ouvir notícia

     

    As oitavas de final da Libertadores da América têm início nesta terça-feira (28). Ao todo, seis clubes brasileiros vão a campo em busca da classificação no torneio mais importante do continente.

    Athletico Paranaense, Atlético Mineiro, Corinthians, Flamengo, Fortaleza e o atual campeão Palmeiras representam o Brasil na competição internacional. O retrospecto recente joga a favor dos brasileiros.

    Há cinco anos, em 2017, entrava em vigor um novo sistema de disputa da Libertadores, que ampliava a fase preliminar da competição. Com a mudança, a quantidade de vagas do torneio que o Brasil possui passou de cinco para sete.

    Desde então, o número de clubes brasileiros que superam as oitavas de final da competição e chegam às quartas quase dobrou.

    Brasileiros dominam fases agudas da Libertadores

    Os confrontos das oitavas de final, que começam nesta terça, irão definir quantos brasileiros avançam às quartas de final da Libertadores de 2022.

    Durante as outras quatro temporadas em que vigorou o novo sistema de vagas — de 2018 a 2021 —, em 15 oportunidades clubes do Brasil superaram as oitavas de final.

    Já nos quatro anos anteriores à reformulação — de 2014 a 2017 —, em apenas oito vezes clubes brasileiros avançaram às quartas. Ou seja, a mudança alavancou em 87% o sucesso verde e amarelo nesta etapa da competição.

    Os resultados positivos não se encerram nas quartas. Nos quatro anos que sucederam a criação do “G6”, brasileiros avançaram às semifinais em nove oportunidades. Já no período anterior apenas três haviam se classificado. Uma taxa de sucesso três vezes maior.

    Se observadas as finais de Libertadores, a crescente no domínio é ainda mais aguda. Dentre as vagas das últimas quatro decisões continentais, cinco foram ocupadas por equipes do Brasil. No período anterior, apenas o Grêmio, em 2017, avançou à fase derradeira. O número de finalistas brasileiros aumentou em cinco vezes.

    Brasil e Argentina polarizam continente

    A reformulação do torneio não alavancou somente a performance dos brasileiros. As equipes argentinas, da mesma forma, aumentaram a frequência com que visitam as fases agudas da Libertadores desde a mudança.

    Nos últimos quatro anos, 24 vagas de quartas de final de Libertadores foram ocupadas por equipes brasileiras ou argentinas. De 2014 a 2017, foram 18.

    Desde a remodelação, nenhum clube de fora do “eixo Brasil e Argentina” chegou à final do torneio. O último a alcançar a decisão da Libertadores foi o Atlético Nacional, da Colômbia, em 2016, quando conquistou o título.

    Não é possível garantir a existência de relação entre as duas vagas que recebeu o Brasil a partir da reformulação e este sucesso. Isso porque os clubes que conquistam essas posições ingressam nas etapas preliminares da competição, que antecedem mesmo a fase de grupos.

    O Brasil também não foi o único beneficiado pela mudança na fórmula de disputa do torneio. Argentina e Colômbia foram outros que receberam duas novas vagas para a competição continental. Uruguai, Paraguai, Bolívia, Equador, Venezuela e Peru ganharam uma.

    Os confrontos

    Dentre os seis brasileiros classificados para as oitavas de final da Libertadores 2022, três já entram em campo nesta terça-feira (28). Confira os confrontos e datas abaixo:

    •  Atlético Mineiro X Emelec (EQU) – Estádio George Capwell, no Equador – terça-feira
      (28), às 19h15;
    •  Athletico Paranaense X Libertad (PAR) – Arena da Baixada, no Paraná – terça-feira
      (28), às 21h30;
    •  Corinthians X Boca Juniors (ARG) – Neo Química Arena, em São Paulo – terça-feira
      (28), às 21h30;
    •  Palmeiras X Cerro Porteño (PAR) – Estádio La Olla, no Paraguai – quarta-feira (29),
      às 19h15;
    •  Flamengo X Tolima (COL) – Estádio Manuel Murillo Toro, Colômbia – quarta-feira
      (29), às 21h30;
    •  Fortaleza X Estudiantes (ARG) – Castelão, no Ceará – quinta-feira, às 21h30.

    (Publicado por Carolina Farias)

    Mais Recentes da CNN