Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tóquio 2020: Olimpíada lança medidas oficiais para barrar contágio pela Covid-19

    Vacina não será obrigatória, mas Comitê Olímpico Internacional recomenda que todos os participantes se imunizem

    Luana Franzão*,

    da CNN, em São Paulo

    Ouvir notícia


     

    O comitê organizador das Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio — que deveriam ocorrer em 2020, mas foram adiadas por conta da pandemia — lançou o primeiro Código de Conduta com instruções para evitar o contágio pela Covid-19 durante o evento.

    Esta primeira edição do manual é dirigida a todos os participantes dos Jogos Olímpicos, incluindo membros do júri das competições, acompanhantes dos atletas e das equipes, técnicos e membros do staff. Outras edições serão publicadas com instruções específicas para os atletas e a membros da imprensa que farão a cobertura do evento.

    O documento delinea três principais métodos para combater o agravamento durante a Olimpíada e a Paralimpíada: minimizar as interações entre as pessoas, testar, isolar e rastrear os contatos de todos os participantes, e manter a higiene.

    Cada um dos métodos é detalhado no documento e ações são aconselhadas, como por exemplo, apoiar os atletas através de aplausos em detrimento de cantos e gritos, para evitar o espalhamento de saliva. Os transportes e locais também são restritos a calendários pré-determinados e não podem ser usados sem autorização prévia.

     

    O manual dá instruções sobre o uso constante de máscaras, de acordo com recomendações da Organização Mundial da Saúde

    O Código reforça que a preparação para os Jogos começa antes da viagem para o Japão. Para embarcar para os Jogos e entrar no país, será necessário apresentar um teste negativo para Covid-19 e estar pronto para realizar outro, caso seja recomendado. Os participantes devem também entregar um plano de atividades previstas na duração do evento para os organizadores e uma lista de pessoas que terão contato.

    O Comitê reforça que algumas pessoas terão de repetir o teste para a Covid no meio dos jogos, a depender das modalidades e papéis que estão exercendo na competição. A recomendação geral é que em caso de qualquer sintoma, a pessoa deve se isolar e realizar um teste.

     

    No caso das Paralimpíadas, a instrução de manter-se ao menos a um metro de distância de outros indivíduos é revogada para pessoas que precisam de assistência constante e a retirada das máscaras é permitida caso seja necessário se comunicar com alguém que depende da leitura labial para o entendimento. 

    Quem não estiver vacinado até o momento dos Jogos não será impedido de entrar no Japão e nem de participar da competição, mas o Comitê Olímpico Internacional recomenda fortemente que todos os que puderem e pretendem estar presentes nas Olimpíadas devem se imunizar.

    Mais Recentes da CNN