Tóquio cancela locais de exibição pública da Olimpíada

Lugares que reuniriam pessoas para acompanhar os Jogos agora receberão pontos de vacinação contra o coronavírus

Logo da Olimpíada ao lado da placa de trânsito em Tóquio
Logo da Olimpíada ao lado da placa de trânsito em Tóquio Foto: Issei Kato (22.jan.2021)

Eimi Yamamitsu, da Reuters

Ouvir notícia

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, cancelou neste sábado (19) todos os locais de exibição pública dos Jogos Olímpicos, desviando alguns deles para serem centros de vacinação contra a Covid-19.

Espectadores estrangeiros estão proibidos de comparecer aos Jogos, atrasados por um ano devido à pandemia, mas o governo e os organizadores de Tóquio 2020 demoraram meses para decidir se permitem a entrada de espectadores japoneses nos estádios.

A proibição de exibição pública segue a decisão do governo metropolitano tomada neste mês de descartar os planos de um local de exibição pública no Parque Yoyogi, no centro de Tóquio, transformando o local em um centro de vacinação.

“Acredito que essas são medidas necessárias, quando se olha de várias perspectivas, para o sucesso dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos”, disse Koike a repórteres após se reunir com o primeiro-ministro Yoshihide Suga.

Eles devem conversar nesta segunda-feira (21) com o Comitê Olímpico Internacional e o Comitê Paraolímpico Internacional.

Especialistas médicos japoneses disseram na sexta-feira (18) que banir os espectadores da Olimpíada era a opção menos arriscada para ir em frente com o evento, ao mesmo tempo em que apontavam a possibilidade de que os locais pudessem atrair até 10.000 fãs em áreas onde medidas “quase emergenciais” foram levantadas.

Mais Recentes da CNN