Vôlei de praia: Evandro e Bruno perdem para letões e estão fora das Olimpíadas

Brasileiros haviam vencido os 3 primeiros jogos em Tóquio, mas caíram nas oitavas de final

Bruno Schmidt ataca durante partida contra dupla da Letônia nas Olimpíadas
Bruno Schmidt ataca durante partida contra dupla da Letônia nas Olimpíadas Foto: Petros Giannakouris / AP

Leandro Silveira, colaboração para a CN

Ouvir notícia

Evandro e Bruno Schmidt estão eliminados das Olimpíadas de 2020. Nas oitavas de final do torneio masculino de vôlei de praia, os brasileiros perderam nesta segunda-feira para Plavins e Tocs, da Letônia, por 2 sets a 0, com parciais de 21/19 e 21/18, em uma partida que se iniciou sob forte calor, mas terminou com chuva no Parque Shiokaze.

Na fase inicial das Olimpíadas, Evandro e Bruno Schmidt avançaram em primeiro lugar no Grupo E e com 100% de aproveitamento, tendo vencido os chilenos Grimalt e os poloneses Fijalek e Bryl em três sets e os marroquinos El Graoui e Abicha em dois. Mas agora caíram logo no primeiro mata-mata em Tóquio.

O Brasil ainda tem uma dupla viva na disputa masculina do vôlei de praia nas Olimpíadas, composta por Alison e Álvaro Filho. Ainda nesta segunda-feira, às 9 horas (de Brasília), eles vão enfrentar os mexicanos Gaciola e Rubio. Caso avancem, vão enfrentar a parceria da Letônia nas quartas de final. 

O início do duelo foi difícil para para Evandro e Bruno Schmidt. Eles levaram os dois primeiros pontos da parcial  e chegaram a estar perdendo por 10/7. Conseguiram a virada para 13/12, mas não sustentaram a reação por muito tempo, sendo batidos por 21/19 pela dupla da Letônia. Para esse revés, pesaram os erros: foram oito pontos cedidos dessa forma na primeira parcial. 

O domínio da dupla da Letônia se repetiu no segundo set. Eles lideraram o placar durante quase toda a disputa, logo abrindo 8/5. E defendendo bem, fizeram confortáveis 15/11, ficando perto da vitória. Os brasileiros chegaram a diminuir a desvantagem para 19/17, mas acabaram sendo batidos por 21/18, dando adeus aos Jogos. 

Atrapalhados pelo coronavírus

Evandro e Bruno vêm tendo a temporada 2021 afetada pela pandemia. Bruno, que foi campeão olímpico em 2016, ao lado de Alison, contraiu o coronavírus e chegou a ficar internado na UTI por quatro dias, algo que atrapalhou a sua preparação física e o desempenho nos torneios. Já Evandro foi bastante criticado por ser flagrado em uma festa clandestina e sem máscara. Agora, foram eliminados no primeiro mata-mata dos Jogos de Tóquio. 

Após a derrota, eles relembraram os desafios encarados nas últimas semanas. “Queria jogar mais. Eu saio daqui com a sensação de que gostaria de ter ido além, mas quando olho pra trás, eu falo que fui meu máximo. Quando piso em quadra esqueço o que passei, mas aqui fora eu olho pra trás e agradeço ao Evandro pelo apoio. Meu balanço pessoal é de que fiz meu máximo, queria ter chegado em condições melhores, mas isso não está sob meu controle”, disse Bruno Schmidt. 

Evandro espera que a dupla se recupere na sequência da temporada. “Eu queria chegar até as finais, queria tanta coisa, mas o que temos hoje, infelizmente, é a eliminação. Temos que pensar no que nos fez perder. Estamos no meio do ano ainda, mas tem muita coisa para acontecer”, concluiu.

Mais Recentes da CNN