Vôlei feminino: Após susto, Brasil consegue virada e bate a República Dominicana

Com 26 pontos de Fernanda Garay, seleção conquista a segunda vitória em Tóquio

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A seleção brasileira de vôlei feminino retornou à quadra nesta terça-feira (27) para a disputa da segunda rodada das Olimpíadas de Tóquio 2020. Diante da República Dominicana, o Brasil oscilou muito, mas mostrou poder de reação e venceu de virada por 3 sets a 2, com parciais de 22/25, 25/17, 25/13, 23/25 e 15/12.

Fernanda Garay anotou 26 pontos e foi o grande destaque. Foram 22 pontos de ataque, dois de bloqueio e mais dois no saque.

O jogo foi bem mais difícil do que a estreia em Tóquio, quando a seleção venceu a Coreia do Sul por 3 sets a 0. As dominicanas saíram na frente, tomaram a virada e forçaram o tie-break. O Brasil soube lidar com o momento de pressão e sobrou no fim da partida.

Tensão até o final

As dominicanas dominaram o primeiro set, com destaque para a líbero Brenda Castillo e as irmãs Brayelin e Jineiry Martinez no ataque. Os bloqueios também surpreenderam as brasileiras.

A história mudou completamente na segunda parcial, quando o Brasil venceu com grande vantagem e voltou ao jogo. O cenário se repetiu no terceiro set, que teve muitos erros da República Dominicana e bom desempenho do bloqueio brasileiro. 

Mas o quarto set voltou a ter as dominicanas na frente, fazendo uma boa marcação. Dos 15 pontos em diante, o Brasil igualou o placar e as equipes ficaram se revezando na liderança. Garay fazia um pouco de tudo — ace, bloqueio, recepção e ataque. Do outro lado, a liderança seguia com as irmãs Martinez. Gabi errou uma bola. Na sequência, Carol ficou no bloqueio e a República Dominicana forçou o tie-break.

O set decisivo teve alternância de pontos entre Brasil e República Dominicana. Mas as brasileiras abriram vantagem e conseguiram garantir a vitória no final.

(Com informações do Olimpíada Todo Dia)

Mais Recentes da CNN