Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bicampeão olímpico de atletismo sobrevive após queda de avião no Quênia

    Avião que transportava o recordista mundial nos 800m e cinco outros passageiros acidentou-se no condado de Kajiado, no sudeste do Quênia

    David Rudisha, co Quênia, posa para foto após conquistar medalha de ouro nos 800m na Olimpíada Rio 2016, no Rio de Janeiro
    David Rudisha, co Quênia, posa para foto após conquistar medalha de ouro nos 800m na Olimpíada Rio 2016, no Rio de Janeiro REUTERS/Sergio Moraes

    Da Reuters

    O bicampeão olímpico nos 800 metros David Rudisha, do Quênia, escapou ileso de um acidente de avião quando voltava de um evento esportivo no fim de semana.

    O avião que transportava o recordista mundial nos 800m e cinco outros passageiros acidentou-se no condado de Kajiado, no sudeste do Quênia, depois de terem participado da competição anual da Olimpíada dos Maasai, no Kimana Wildlife Sanctuary, no sábado (10).

    “Tudo estava bem perto de sete ou oito minutos de vôo quando o motor do avião parou de repente”, disse Rudisha, de 33 anos, que venceu o ouro em Londres em 2012 e no Rio em 2016, ao Daily Nation.

    “(O piloto) viu algum espaço livre onde ele tentou pousar o avião, mas uma de suas asas atingiu uma árvore e a aeronave começou a girar antes de pousar no campo rochoso.”

    “Todos nós saímos vivos com alguns ferimentos que foram tratados antes de todos receberem alta, exceto por um.”

    Stephen Ole Marai, presidente do Kenya Masters Athletics e ex-corredor de meia distância, foi transferido para um hospital em Nairóbi para receber tratamento especializado, após sofrer lesões nas costelas.

    “Foi um episódio assustador em que você segura seu coração enquanto ora a Deus”, acrescentou Rudisha, que também foi campeão mundial nos 800m em 2011 e 2015.

    “O piloto fez um trabalho incrível para manter o avião flutuando e estável por muito tempo.”