Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Novo goleiro uruguaio diz estar seguro para substituir Muslera, que foi titular em 3 Copas

    Goleiro do Nacional, Rochet terá que parar Son e Crstiano Ronaldo no grupo H da Copa do Mundo

    O goleiro Sergio Rochet, do Uruguai e do Nacional, em entrevista coletiva
    O goleiro Sergio Rochet, do Uruguai e do Nacional, em entrevista coletiva Reprodução/AUF

    Da Estadão Conteúdo

    Após jogar as três últimas Copas do Mundo com o goleiro Fernando Muslera como titular, o Uruguai deve ter Sergio Rochet, do Nacional, debaixo do travessão durante o Mundial do Catar.

    A responsabilidade não assusta o jogador de 29 anos, que se firmou na posição após lesão de Muslera. Confiante, ele não teme nem mesmo o atacante Son Heung-min, artilheiro da última edição do Campeonato Inglês e grande estrela da Coreia do Sul, primeira adversária dos uruguaios.

    “Você tem que estar preparado para tudo, não apenas para o Son. Nós sabemos que as seleções têm os melhores jogadores”, comentou.

    “Ele mostrou que está jogando em alto nível e está sendo observado de perto já faz bastante tempo. Estudamos ele, respeitando ele. Ele já não me preocupa mais. Se ele não jogar, outro bom jogador estará disponível para seu lugar”, acrescentou.

    Depois de encarar os sul-coreanos liderados por Son, Rochet terá a missão de parar Cristiano Ronaldo, pois Portugal também faz parte do grupo H, ao qual pertence o Uruguai.

    Na última rodada, terá de lidar com a seleção ganesa de Iñaki Williams. “Estamos todos em um nível muito bom e quem tiver de jogar, o fará da melhor maneira”, disse o goleiro uruguaio.

    Em sua primeira Copa do Mundo, Sergio Rochet terá a companhia de jogadores icônicos do futebol uruguaio, que, assim como Muslera, participam de um Mundial pela quarta vez. É o caso dos defensores Diego Godín e Martín Cáceres e dos atacantes Luis Suárez e Edinson Cavani.

    “Por sorte, temos muitos jogadores experientes para nos ajudar”, destacou Rochet.

    O Uruguai, comandado pelo técnico Diego Alonso, enfrenta a Coreia do Sul na quinta-feira (24), a partir das 10h (horário de Brasília), no Estádio da Cidade da Educação.