Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ex-goleiro, Casillas diz que foi hackeado após publicação no Twitter dizer “sou gay”

    Espanhol movimentou a web neste domingo (9) depois de uma publicação feita na sua conta

    Jogador foi campeão da Copa do Mundo pela seleção da Espanha em 2010
    Jogador foi campeão da Copa do Mundo pela seleção da Espanha em 2010 Francois Nel/Getty Images for Coca-Cola

    Marina Toledoda CNN

    São Paulo

    O ex-goleiro da seleção espanhola e do Real Madrid Iker Casillas foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais na manhã deste domingo (9).

    Após uma publicação em sua conta do Twitter, apagada logo depois, em que dizia “Espero que me respeitem, sou gay! #felizdomingo”, o ex-jogador usou a mesma rede social para alegar que foi hackeado.

    “Conta hackeada. Felizmente tudo em ordem. Peço desculpas a todos os meus seguidores. E, claro, mais desculpas à comunidade LGBT“.

    Mesmo apagada, a publicação repercutiu nas redes sociais. Os usuários se questionaram se o tweet era verdade, uma brincadeira ou uma jogada de marketing.

    Alguns usuários não gostaram de um suposto cenário de brincadeira.

    Um print ainda mostra que o também ex-jogador Carles Puyol respondeu a publicação do ex-companheiro de quadra dizendo: “É o momento de contar nossa história, Iker”.

    Carles Puyol respondeu o suposto tweet do ex-companheiro de quadra / Reprodução/Twitter

    Iker Casillas foi casado com a jornalista esportiva Sara Carbonero entre 2016 e 2021.

    O ex-goleiro fez história no Real Madrid, onde jogou por 25 anos e conquistou 19 títulos. Ele liderou a seleção espanhola por anos e foi quem levantou a taça da Copa do Mundo, na África do Sul, em 2010.

    O espanhol eleito o melhor goleiro do mundo nos anos de 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012 pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS).

    Em 2020, ele anunciou sua aposentadoria.