Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Seleção volta a treinar de olho em garantir liderança de grupo na Copa do Mundo

    Titulares participaram de trabalho de recuperação física após vitória por 1 a 0 contra a Suíça

    Antony chuta a bola em treino da Seleção Brasileira em Doha, no Catar
    Antony chuta a bola em treino da Seleção Brasileira em Doha, no Catar Lucas Figueiredo/CBF

    Henrique Sales Barrosda CNN

    Em São Paulo

    Um dia após a vitória suada contra a Suíça, a Seleção Brasileira voltou aos treinamentos no Catar visando a terceira e última partida da Canarinho na fase de grupos na Copa do Mundo, contra Camarões, na sexta-feira (2), às 16h (horário de Brasília).

    Imagens disponibilizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) mostraram os titulares contra a Suíça realizando trabalhos de recuperação física enquanto os reservas foram ao campo do centro de treinamento na capital Doha para realizar atividades com bola nesta terça-feira (29).

    “Todos são importantes. Quem não inicia a partida acaba sendo muito importante na mesma partida. Todos devem estar atentos para, quando surgir a oportunidade, poderem contribuir como eles contribuem no dia a dia”, afirmou Juninho Paulista, coordenador de futebol da CBF, em entrevista coletiva nesta terça.

    Já classificado para as oitavas, o Brasil enfrenta Camarões precisando de pelo menos um empate para garantir a liderança do grupo G da Copa do Mundo. Os camaroneses, assim como os suíços e os sérvios, que se enfrentam no mesmo horário, ainda disputam uma das vagas do grupo.

    Além de Neymar e Danilo, ambos com uma lesão no tornozelo desenvolvida na estreia contra a Sérvia, a Seleção Brasileira vai enfrentar Camarões sem Alex Sandro, com uma lesão muscular. No lugar do lateral-esquerdo, Alex Telles, que o substituiu no final da partida contra os suíços, deve jogar.

    Contra os camaroneses, o Brasil busca também uma marca histórica: a de ficar os três jogos da fase de grupos sem sofrer um chute em direção ao gol – nesta Copa, defendido por Alisson Becker.

    “Não é só com os zagueiros, os laterais, com o meio-campo [que ocorre a marcação]: é com os caras lá na frente que estão ajudando”, disse Cláudio Taffarel, preparador de goleiros da Seleção Brasileira, na entrevista coletiva desta terça. “O Brasil não é só espetáculo e fazer gols: aprendemos a marcar também”, acrescentou.

    Copa do Mundo 2022

    Acompanhe o resultado dos jogos!