Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Hamilton nega especulações sobre Red Bull e acusa chefe da escuderia de “agitação”

    Alan Baldwinda Reuters

    Lewis Hamilton acusou o chefe da Red Bull, Christian Horner, de criar “agitação” depois que o dirigente disse que um representante do heptacampeão mundial o procurou antes de o britânico assinar um novo contrato com a Mercedes.

    Horner disse ao jornal Daily Mail que o representante não identificado entrou em contato com a Red Bull sobre a possibilidade de Hamilton ser parceiro, na próxima temporada, do agora tricampeão mundial Max Verstappen na equipe que domina a categoria.

    “Tivemos várias conversas ao longo dos anos sobre a chegada de Lewis”, disse Horner. “Eles entraram em contato algumas vezes. Mais recentemente, neste ano, houve uma consulta sobre se haveria algum interesse.”

    Lewis Hamilton, cujo contrato até o fim de 2025 foi anunciado em agosto, afirmou à Sky Sports antes do Grande Prêmio de Abu Dhabi, nesta quinta-feira (23), que não sabia do que Horner estava falando.

    “Sei que isso veio de Christian. Eu realmente não entendo do que ele está falando porque, até onde eu sei, ninguém da minha equipe falou com ele, eu não falo com Christian há anos”, acrescentou.

    “Ele me procurou neste ano para nos encontrarmos, mas foi só isso. Eu apenas o parabenizei pelo ano incrível que teve e disse que espero poder lutar contra vocês em um futuro próximo. Foi só isso. Portanto, não tenho muita certeza, acho que ele está apenas agitando as coisas. Não há nenhuma conversa confidencial. Você conhece Christian. Ele adora esse tipo de coisa.”

    Hamilton disse que ficaria “mais do que feliz” em correr com Verstappen em um carro igual ao do holandês e que qualquer piloto adoraria pilotar “para um grupo tão bom de pessoas”, mas que não é seu sonho pessoal.

    “Acho que passar de um carro que não é tão bom para um carro vencedor, do meu ponto de vista, não é um sonho. O sonho é sempre começar de onde estamos e ir desenvolvendo até chegar à vitória. É por isso que continuei na Mercedes”, afirmou ele.

    A Mercedes ganhou oito títulos de construtores consecutivos de 2014 a 2021, mas está lutando contra a Ferrari pela segunda colocação nesta temporada. Verstappen venceu 18 das 21 corridas até agora — a Red Bull venceu 20.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas