Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Hermoso quebra o silêncio sobre Caso Rubiales: “Sofremos mais do que o necessário”

    Jogadora espanhola foi homenageada no evento Pachuca Soccer Hall of Fame

    Jennifer Hermoso foi homenageada em evento do Pachuca
    Jennifer Hermoso foi homenageada em evento do Pachuca Jaime Lopez/Jam Media/Getty Images

    Maria Fernanda Ramosda Itatiaia

    Jenni Hermoso, jogadora da Espanha vítima do beijo forçado de Luis Rubiales, ex-presidente da Real Federação Espanhola de Futebol, quebrou o silêncio durante a cerimônia de posse dos 18 novos membros do Pachuca Soccer Hall of Fame, realizada nesta quarta-feira (10) pelo clube mexicano. Durante a comemoração do título da Copa do Mundo Feminina, Rubiales beijou a jogadora.

    Durante o discurso no evento, Jenni não falou explicitamente sobre o caso, mas sim sobre a importância do título da Copa do Mundo para que as atletas espanholas fossem ouvidas, já que protagonizaram uma série de protestos contra a federação e contra o ex-treinador da equipe, Jorge Vilda.

    “Fomos campeãs mundiais porque era a única maneira que nos restava de sermos ouvidas, respeitadas e valorizadas. Minha seleção mudou a forma como muitas pessoas veem o futebol feminino. Tenho certeza de que milhões de meninas em todo o mundo se sentiram identificadas e protegidas por este grupo de jogadoras corajosas, comprometidas e honestas, que em cada passo que deram sempre pensaram no seu futuro”, disse.

    O Caso Rubiales estampou as manchetes dos jornais internacionais depois do título espanhol. Em vez de apenas comemorarem a vitória no Mundial, as atletas precisaram lidar com os vários desdobramentos do caso. Sem citar o ex-presidente da RFEF, Hermoso contou sobre o sofrimento “maior que o necessário” das jogadoras.

    “Muitas coisas aconteceram desde então, talvez tenhamos sacrificado algumas alegrias, algumas comemorações e, sem merecer, sofremos mais do que o necessário num momento histórico para nós”, afirmou.

    Durante o evento, novos integrantes do Pachuca Soccer Hall of Fame foram apresentados, como Carlo Ancelotti e Xavi Hernández, que estavam ausentes, Carles Puyol, Francesco Totti, Samuel Eto’o e os brasileiros Kaká e Rivaldo. Hermoso foi homenageada pelo título mundial, mas não pode entrar no Hall da Fama porque não se aposentou.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original