Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Imbatível? Cubano comemora três décadas como dono do recorde no salto em altura

    Javier Sotomayor alcançou os 2,43m em 1993 e até hoje não viu seu recorde ser quebrado por ninguém?

    Javier Sotomayor, de Cuba, durante o Mundial de Atletismo de 1997, em Atenas
    Javier Sotomayor, de Cuba, durante o Mundial de Atletismo de 1997, em Atenas Simon Bruty/Anychance/Getty Images

    Nelson Acostada Reuters

    Havana

    “Recordes são feitos para serem quebrados”, diz o rei do salto em altura Javier Sotomayor, sorrindo e com óculos escuros, enquanto o forte sol do Caribe bate no Estádio Pan-Americano de Havana.

    Aos 55 anos, no entanto, o ídolo cubano está comemorando a terceira década de seu salto recorde de 2,45 metros, alcançado em uma competição outdoor em Salamanca, na Espanha, em 1993, que permanece inigualável.

    Incluindo seu recorde indoor anterior de 2,43m em Budapeste, conquistado cinco anos antes, Sotomayor contabiliza 35 anos como detentor do recorde mundial, embora o título outdoor tenha mais peso internacionalmente.

    Ainda que sua marca esteja em vigor desde Salamanca, não foi por falta de rivais com a esperança de arrebatar sua coroa.

    “Havia uma competição muito forte entre nós em todas as etapas”, afirma Sotomayor em entrevista à Reuters. “Eles foram os culpados pelo meu salto de 2,45 metros.”

    Os culpados incluem o sueco Patrik Sjoberg, que já estabeleceu o recorde mundial com 2,42m, assim como o cazaque Igor Paklin e o norte-americano Charles Austin, com recordes pessoais de 2,41m e 2,40m, respectivamente.

    “Hoje com 2,33m ou 2,34m você é medalhista de ouro e medalhista em qualquer competição, seja mundial ou olímpica”, diz Sotomayor.

    Ainda assim, dois atletas mais jovens ameaçaram sua marca: o catariano Mutaz Essa Barshim com salto de 2,43m em Bruxelas e o ucraniano Bogdan Bondarenko, que saltou 2,42m em Nova York — ambos em 2014, há quase uma década.

    Sotomayor celebra 30 anos de recorde no salto em altura
    Sotomayor celebra 30 anos de recorde no salto em altura / Simon Bruty/Anychance/Getty Images

    Agora secretário da Federação de Atletismo de Cuba, Sotomayor também aconselha seu filho Jaxier, que saltou 1,99m na Espanha aos 15 anos, e organiza um evento anual de salto em altura infantil em homenagem a seu falecido técnico, José Godoy.

    “Sinto-me muito feliz e orgulhoso por ainda ter a glória de ser o recordista mundial depois de tantos anos”, conta Sotomayor. “Eu vou viver com esse orgulho, e ele vai continuar mesmo depois que alguém me superar.”