Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Liberto da prisão, Pistorius terá veto a álcool e entrevistas nos próximos anos

    Ex-atleta paralímpico conseguiu liberdade condicional após cumprir mais da metade da pena pelo assassinado da então namorada

    Oscar Pistorius deixa tribunal em Pretória
    Oscar Pistorius deixa tribunal em Pretória 14/6/2016 REUTERS/Siphiwe Sibeko

    Hugo Lobãoda Itatiaia

    Rio de Janeiro

    Oscar Pistorius, ex-campeão paralímpico sul-africano preso pelo assassinato da namorada Reeva Steenkamp em 2013, deixou a prisão nesta sexta-feira (5). O ex-atleta conseguiu liberdade condicional após cumprir a maior parte da pena em regime fechado. Mesmo fora da cadeia, ele terá que cumprir algumas regras determinadas por lei.

    Ele está proibido, por exemplo, a dar entrevistas, consumir álcool ou qualquer outra substância vetada pela legislação. A pena é vigente até 2029.

    Neste período fora da prisão, Pistorius também deverá se submeter até o final de 2029 a uma terapia sobre o controle da raiva e a violência contra mulheres.

    O ex-atleta também será monitorado por agentes do Departamento de Serviço Correcional (DCS) da África do Sul. Ele terá a obrigação de informar quando procurar emprego ou mudar de residência.

    O assassinato

    Pistorius, um corredor que perdeu as pernas quando era criança e era conhecido como “Blade Runner” por suas próteses de carbono, foi condenado a 13 anos de prisão em 2017 por ter assassinado sua namorada, Reeva Steenkamp. Antes do crime, o sul-africano conquistou seis ouros, uma prata e um bronze em três Paralimpíadas disputadas.

    Na madrugada de 14 de fevereiro de 2013, ele matou Steenkamp, disparando quatro tiros através de uma porta em sua casa em Pretória.

    O atleta admitiu ter disparado os tiros, mas negou que tivesse a intenção de matar a namorada. Ele alegou ter atirado contra a porta do banheiro porque acreditava que a casa estava sendo invadida por um ladrão.

    O crime gerou comoção, já que Pistorius era considerado um exemplo de superação das adversidades.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original