Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Líder do Mundial de Pilotos, Verstappen vence corrida sprint na Áustria

    Holândes larga em primeiro neste domingo (10), seguido pelas ferraris de Charles Leclerc e Carlos Sainz

    Max Verstappen liderará a corrida neste domingo (10), em Spielberg, na Áustria
    Max Verstappen liderará a corrida neste domingo (10), em Spielberg, na Áustria Formula 1 via Getty Images

    da Reuters

    O líder do Mundial de Pilotos da Fórmula 1, Max Verstappen venceu a corrida sprint deste sábado (9) e colocou a Red Bull na pole position para o Grande Prêmio da Áustria neste domingo (10).

    Charles Leclerc, da Ferrari, estará ao lado do piloto holandês na primeira fila, após terminar em segundo lugar a corrida de 100 km em Spileberg, à frente do companheiro de equipe, o espanhol Carlos Sainz.

    Os pilotos da Ferrari aparentam enfrentar momentos de tensão entre a equipe, mas negam existir competição interna no time.

    Charles Leclerc alertou que a Ferrari não pode se dar ao luxo de uma briga entre ele e Sainz, no Grande Prêmio da Áustria, depois de terem disputado roda a roda no sprint.

    Sainz venceu o GP da Inglaterra no fim de semana passado com sua primeira vitória na F1, enquanto Leclerc foi quarto, provocando relatos de distúrbios internos na equipe mais antiga e bem-sucedida do esporte.

    “Acho que amanhã será uma corrida longa e o gerenciamento de pneus será um pouco mais importante em comparação com hoje, então provavelmente amanhã não podemos fazer o que fizemos hoje, não”, disse Leclerc a repórteres.

    Sainz e Leclerc brigaram desde o início, com o espanhol ainda tentando passar depois de sete das 23 voltas e seu companheiro de equipe impedindo a ultrapassagem.

    Pilotos da Ferrari correm em sprint em Spielberg, na Áustria. Na frente, Charles Leclerc, e em seguida, Carlos Sainz / Formula 1 via Getty Images

    A corrida de sprint atribui pontos aos oito primeiros, sendo oito para o vencedor e um para o oitavo piloto.

    “Houve algumas batalhas acontecendo lá no início”, disse Sainz. “Acho que hoje havia muito pouco a ganhar ou perder com a luta.”

    “Estamos falando de um ponto a mais; um ponto a menos, porque no sprint não há muitos pontos e também Max parecia muito no controle de toda a corrida na frente, então não é como se tivéssemos perdido muito.”

    A Ferrari está 62 pontos atrás da Red Bull na classificação de construtores, enquanto Leclerc está em terceiro no geral e 44 pontos atrás de Verstappen. Sainz está em quarto lugar, 56 pontos abaixo.

    O chefe da Ferrari, Mattia Binotto, disse anteriormente que o objetivo era maximizar os pontos para a equipe e quem fosse mais rápido na pista tinha prioridade.

    “Estou muito feliz em ver esses dois pilotos brigando. Eu sei que quando há ordens de equipe, todos nos culpam porque devemos permitir uma disputa livre, e quando você tem a disputa livre, então acham que devemos dar ordens de equipe”, disse ele.

    “Então, o que você está fazendo está sempre errado. Lembro-me de 20 anos atrás aqui na Áustria, eu ouvi as vaias das arquibancadas porque eu estava aqui.”

    O Grande Prêmio da Áustria de 2002 tornou-se notório pela Ferrari ordenando que o brasileiro Rubens Barrichello deixasse o companheiro de equipe Michael Schumacher vencer, apesar do alemão ter sido superado. Ordens de equipe foram banidas a partir de 2003, mas são permitidas agora.