Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Tonali, do Newcastle, é banido por 10 meses por envolvimento com apostas

    Italiano terá que participar de tratamento e palestras sobre vício em jogos de azar

    Meio-campista italiano Sandro Tonali, do Newcastle United, foi suspenso por 10 anos
    Meio-campista italiano Sandro Tonali, do Newcastle United, foi suspenso por 10 anos Scott Heppell/Reuters

    Elvira Pollinada Reuters

    O meio-campista italiano Sandro Tonali, do Newcastle, foi banido do futebol por 10 meses devido a violações das regras de apostas em jogos na Itália, informou a Federação Italiana de Futebol (FIGC) nesta quinta-feira (26).

    O meio-campista da Itália, que foi vendido pelo Milan ao Newcastle este ano por 70 milhões de euros, também deve participar de sessões de tratamento para jogadores com problemas e dar uma série de palestras sobre sua experiência durante um período adicional de oito meses, como parte de um acordo com a federação.

    O acordo de delação premiada, que tem validade internacional, foi anunciado pelo presidente da FIGC, Gabriele Gravina. Ele excluirá Tonali do restante da temporada do clube inglês, além da Eurocopa de 2024, caso a Itália se classifique.

    Tonali, de 23 anos, é o jogador de maior destaque envolvido em um escândalo de apostas que está abalando o futebol italiano. Seu agente disse que ele sofre de vício em jogos de azar.

    O Newcastle não fez nenhum comentário imediato. Tonali atuou como substituto durante a derrota em casa do time inglês na Champions League, por 1 a 0, para o Borussia Dortmund, na noite desta quarta-feira (25).

    Autoridades jurídicas e esportivas têm investigado o uso de plataformas de apostas ilegais por jogadores de futebol na Itália.

    O meio-campista Nicolò Fagioli, da Juventus, aceitou um banimento de sete meses como parte de um acordo com a FIGC depois de admitir problemas com jogos de azar.

    Gravina, presidente da federação, defendeu o sistema de acordos usado para lidar com esses casos rapidamente e reduzir as penalidades mais severas que poderiam ter sido aplicadas.

    “As regras estabelecem um certo número de anos de sanções, a negociação de confissão de culpa é permitida, assim como as circunstâncias atenuantes”, disse ele a repórteres.

    “Os rapazes têm sido incrivelmente cooperativos, portanto, continuamos a seguir as regras conforme elas são estabelecidas”.

    O meio-campista italiano Nicolò Zaniolo, do Aston Villa, também está ajudando as autoridades em uma investigação sobre supostas atividades de apostas ilegais, informou o clube da Premier League na semana passada.

    Zaniolo e Tonali deixaram a seleção da Itália antes dos jogos pelas Eliminatórias da Euro neste mês, depois que promotores de Turim os informaram sobre seu envolvimento em uma investigação.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas