Cabeleireiro de Farrah Fawcett ensina como cortar sua própria franja em casa


Samantha Tse, da CNN
16 de Maio de 2020 às 08:39
Samantha Tse franja

A repórter Samantha Tse corta sua franja sob as instruções do cabeleireiro Garren

Foto: Reprodução/CNN

Nos últimos dois meses, muita gente tem quebrado a cabeça sobre o que fazer com os próprios cabelos durante a pandemia causada pelo coronavírus. Muitos de nós estão resolvendo o problema com as próprias mãos, incluindo soluções como raspar a cabeça ou fazer cortes minuciosos.

Em abril, a modelo Bella Hadid entrou na onda ao compartilhar no Instagram sua tentativa de corte da franja, um dos mais arriscados faça-você-mesmo em tempos de pandemia.

De todos os estilos de cabelo, poucos são tão transformadores quanto o corte com franja, que pode emoldurar instantaneamente seu rosto de um jeito novo. Eu estava pensando em cortar a franja há algum tempo, mas foi só nesta semana que decidi arriscar. Garren (ele não usa sobrenome), famoso cabeleireiro norte-americano de celebridades, concordou em me guiar por videochamada.

Garren é o cofundador de sua própria linha de cuidados com os cabelos nos EUA, a R+Co, e responsável por alguns dos estilos mais influentes do mundo.

Nos anos 70, ele moldou o icônico estilo das madeixas da atriz Farrah Fawcett para um editorial da revista Vogue, e também trabalhou com Madonna e a supermodelo Linda Evangelista nas décadas seguintes. Quando a britânica Victoria Beckham passou de estrela pop para estilista séria, ligou para Garren para ajudá-la a criar um visual diferente dos dias de Spice Girls.

É claro que eu estava em boas mãos.

“Franjas não são para todas", ele me avisou antes de iniciarmos o tutorial. “Tem de ter muita autoconfiança para usar e é bom ser aconselhado ao cortar, porque realmente é preciso conhecer o formato do seu rosto e com o que ele combina."

Foi a primeira vez para nós dois. Garren nunca havia instruído uma pessoa que não é cabeleireira pela internet, e eu nunca tinha cortado minha própria franja do zero.

Antes da ligação, o profissional me avisou que eu precisaria de uma tesoura afiada, um spray borrifador, alguns grampos de cabelo e um pente com uma combinação de dentes largos e estreitos. E, para finalizar, um secador de cabelo e uma escova redonda.

A aula

Para começar, separei meu cabelo recém-lavado na linha central do alto da cabeça e o dividi atrás da orelha. Garren então me guiou para pegar uma porção na frente formando um triângulo no topo da cabeça, prendendo-o com um grampo ou piranha. “Não pegue muito além das têmporas, porque a linha do cabelo precisa ficar mais perto do rosto", orientou ele.

Para preparar a primeira tesourada, Garren me pediu para molhar toda a área da franja do couro cabeludo para baixo e penteá-la para a frente.

Começamos a trabalhar em seções, dividindo a franja em três finas cortinas horizontais, um pouco como um bolo em camadas. Peguei uma mecha bem estreita de cabelo na testa e prendi o resto no alto novamente. Uma onda de pânico me atingiu: e se minha mão escorregasse e eu cortasse meu cabelo muito curto?

“A gente sempre corta um pouco mais longo no primeiro corte", Garren me assegurou. “É possível sempre cortar um pouco mais, mas nunca devolver o cortado, é claro."

Uma das dicas mais úteis que Garren me deu foi descansar o dedo na raiz do nariz – a "zona segura", que é onde o nariz começa, no alto – para me proteger da tesoura pontiaguda e estabilizar a mão antes de cortar o cabelo.

Segurei um pouco do cabelo entre os dedos médio e indicador e relaxei um pouco a tensão. Se eu puxasse o cabelo com muita força, ele ficaria muito curto. Então, usando a raiz do nariz como guia para o comprimento, acionei a tesoura. O primeiro corte foi satisfatório, mas vê-lo no espelho me deixou com medo.

Peguei um pedaço do que já havia cortado para servir como referência e usei-o como régua nos dois lados – havia uma leve irregularidade, mas Garren me orientou para acertá-la.

Repeti o processo para a segunda seção do cabelo, e finalmente estava pronta para cortar a última seção da minha franja. “Corte a última camada apenas um pouco mais longa do que o cabelo que está por baixo, porque essa parte vai saltar sobre a outra", instruiu Garren.

Ele avaliou rapidamente meu trabalho manual e decidiu que precisávamos abrir meu rosto um pouco mais. Peguei mais cabelos nas laterais, inclinei-os levemente e cortei os cantos para que minha franja ficasse mais larga no meu rosto.

Depois de secar rapidamente com o secador, aguardei a grande revelação. Fiquei espantada com a forma como a franja pesada redefiniu meu rosto e destacou meus olhos.

Minha franja feita em casa foi uma das coisas mais assustadoras que eu já tentei, mas Garren foi um excelente e paciente instrutor. Ele avisou que o período de crescimento pós-corte varia de pessoa a pessoa, mas sugeriu um novo corte dentro de três a quatro semanas.

O primeiro corte levou cerca de 45 minutos, mas a manutenção provavelmente poderá ser feita em cerca de meia hora, deixando um tempo extra para as laterais da franja, que eu achei a parte mais complicada.

“Foi ótimo trabalho para uma primeira vez", disse Garren. “Fiquei orgulhoso!"

Para ver as dicas de Garren sobre como cortar sua franja em casa, assista ao vídeo aqui.