Colecionador compra obra falsa de Banksy por 335 mil dólares em leilão online

Um link na página oficial do artista redirecionava à página de leilões, no que o comprador acredita ser um ataque hacker

Obra falsamente atribuída a Banksy, que recebeu o nome de "Grande Redistribuição do Desastre da Mudança Climática"
Obra falsamente atribuída a Banksy, que recebeu o nome de "Grande Redistribuição do Desastre da Mudança Climática" Banksy.co.uk

Oscar HollandMegan C. Hillsda CNN

Ouvir notícia

Um colecionador de arte diz que pagou mais de US$ 335.000 (R$ 1,7 milhão) por um Banksy “falso” e teve seu dinheiro devolvido pelo golpista

A venda ocorreu depois que a página oficial do grafiteiro direcionou os usuários a um leilão online que oferecia o que parecia ser seu primeiro NFT (Non-fungible Token, ou token não fungível em português).

A página removida, que apareceu no site oficial de Banksy na terça-feira (31), mostrava uma imagem pixelizada de um personagem fumando de óculos escuros e chapéu. Ele foi vinculado a um leilão hospedado pelo mercado online OpenSea, onde a obra de arte foi listada como “Grande Redistribuição do Desastre da Mudança Climática” por um usuário chamado Gaakmann – uma referência a um apelido usado anteriormente pelo artista anônimo.

Acreditando ser um verdadeiro Banksy, um colecionador com sede no Reino Unido – que comercializa itens digitais sob o nome de usuário Pranksy e se descreveu como um “grande fã” do artista de rua – ofereceu o equivalente a mais de US$ 335.500 na criptomoeda Ethereum. Entretanto, quando seu lance foi imediatamente aceito, encerrando os dias de leilão antes do previsto, ele teve “99% de certeza” de que havia sido vítima de uma fraude.

“Assim que (o lance) foi aceito, achei que era falso/hackeado”, disse o comprador por e-mail.

“Talvez (o vendedor estivesse) assustado com a quantidade de cobertura da mídia que o hack recebeu”, disse ele mais tarde à CNN. “Eu realmente não tenho certeza, mas muito grato por ter recebido a maior parte do meu Ethereum de volta.”

Os representantes de Banksy não explicaram como a imagem ou hiperlink apareceram em seu site oficial e não responderam ao pedido da CNN para comentar. Um porta-voz do grafiteiro, entretanto, disse à BBC que “nenhum leilão do Banksy NFT é afiliado ao artista de qualquer forma”.

Desde então, alguns usuários de mídia social acusaram o colecionador de orquestrar o incidente para publicidade, embora ele tenha dito que “não tem desejo ou necessidade de fazer uma manobra como essa para cobertura”.

“Eu aspiro poder trabalhar com artistas como Banksy no futuro e ajudá-los a aprender mais sobre NFTs”, acrescentou.

“Hackear o site deles e comprar um NFT de mim mesmo não seria a melhor maneira de fazer isso!” Os NFTs cresceram nos últimos meses, oferecendo aos colecionadores uma maneira de “possuir” e vender ativos digitais como se fossem físicos.

Artistas de alto perfil, incluindo Damien Hirst, Daniel Arsham e John Gerrard, começaram a criar e vender obras por meio de NFTs, com grandes casas de leilão como Sotheby’s e Christie’s agora dedicando vendas multimilionárias aos tokens.

A OpenSea atualmente lista centenas de NFTs que retratam ou assemelhando-se às obras de Banksy, embora o artista nunca tenha sugerido que venderia arte digital. A plataforma não respondeu ao pedido da CNN para comentar o incidente ou se planeja reembolsar a taxa de transação do colecionador enganado.

Apesar de quase perder centenas de milhares de dólares, o colecionador defendeu a OpenSea e disse que deveria ter esperado pela “verificação oficial” de Banksy antes de licitar. “Espero ter algum de seu verdadeiro trabalho um dia”, acrescentou.

(Texto traduzido. Leia o original em inglês.)

*Valor do dólar usado nas estimativas: R$ 5,17

Mais Recentes da CNN