Conheça Faye Toogood, a designer por trás da ‘cama Birkenstock’

A renomada designer Faye Toogod trabalha com a loja de calçados Birkenstock em projetos inovadores que envolvem, até mesmo, a confecção de uma cama

Designer britânica Faye Toogod
Designer britânica Faye Toogod Foto: Tom Johnson/Divulgação TOOGOD

Fiona Sinclair Scott, da CNN

Ouvir notícia

Embora a maioria das aspirações da infância não se concretize na vida adulta, Faye Toogood realizou seus primeiros sonhos de se tornar escultora – e muito mais – ainda jovem. Hoje, sua prática multidisciplinar, que administra em um estúdio em Londres, abrange escultura, design de interiores, design de produto e moda.

Toogood foi inicialmente inspirada por uma das escultoras modernistas mais importantes da Grã-Bretanha, a falecida Barbara Hepworth, durante uma viagem em família a um museu dedicado a ela em St. Ives, no sudoeste da Inglaterra.

Mas, em um conto clássico de quase-acidentes, um professor na escola disse a ela que não era uma boa ideia se tornar uma escultora e que ela deveria ampliar seu escopo. Então, em vez disso, Toogood se formou em história da arte e começou sua carreira como editora da revista World of Interiors, um trampolim que a levou de volta ao desejo inicial de esculpir.

Com o desejo renovado de trabalhar em 3D, ela lançou o Studio Toogood em 2008, inicialmente projetando interiores para residências e espaços de varejo e, em seguida, adicionando o que ela chama simplesmente de “objetos”, ao seu repertório. A moda veio em 2013, quando lançou uma coleção de roupas com a irmã Erica, modeladora, que continua trabalhando com ela até hoje.

Sua linha de estreia foi uma série de oito casacos de lona, todos com nomes de diferentes profissões, incluindo o porteiro, o químico, o perfurador de petróleo e o fotógrafo – um tema com o qual ela continua a brincar agora. Em seu site hoje, você pode comprar uma calça aparentemente feita para um padeiro ou um vestido projetado para um astrólogo. Há também um chapéu com o nome de um funileiro, um rótulo que ela às vezes usa para se descrever.

“Tem sido uma história incrível”, disse ela por vídeo-chamada, refletindo sobre as 15 coleções de roupas que ela criou desde o início. “Uma jornada de duas irmãs se unindo – uma escultora e uma funileira/ alfaiate, para fazer alguma coisa”, E fazer coisas foi uma grande parte da educação de Toogood.

“Acho que quando você é criança, aceita a infância como norma. Mas agora, em retrospectiva, percebi que vivia de forma mais alternativa”, disse ela. “Minha mãe fazia de tudo – das roupas que vestíamos ao muesli que comíamos, até o pão era ela que fazia. Ela fazia as cortinas, ela pintava tudo sozinha.”

Seu pai era ornitólogo (especialista em pássaros) e, como Toogood se lembra, eles passavam a maior parte do tempo ao ar livre, na natureza. “Eu acho que esse estilo de vida abrigou uma grande imaginação, uma imaginação forte, tanto para mim quanto para minha irmã.”

Hoje, um pouco desse espírito jovem é tecido na prática de Toogood. Sua equipe de cerca de 20 funcionários – incluindo arquitetos, designers de moda, designers gráficos e escultores, a quem ela se refere afetuosamente como um “bando de estranhos” ou uma “série de desajustados” – aborda o design de uma forma holística, muitas vezes começando com a construção de formas de materiais básicos em vez de esboçar ou criar designs digitais.

Antes da pandemia atingir a Europa no ano passado, a Toogood foi contratada pela Birkenstock para projetar o que desde então se tornou uma grande coleção de calçados, roupas e até mesmo uma cama.

Ela se lembra de ter visitado a sede da Birkenstock na Alemanha no início da colaboração para apresentar alguns designs iniciais, como uma caixa de papel e sapatos de tecido (todos feitos à mão e costurados à mão).

“Fizemos uma série de esculturas e pinturas, tudo como pano de fundo (para conceitos)”, disse ela. “Não costumamos desenhar em nosso estúdio, vamos direto para a produção e, por mais inocente ou infantil que seja, acho que funciona melhor quando conversamos com os fabricantes. Eles pegam a ideia, pegam a narrativa, eles imediatamente peguam o conceito, e, então (Birkenstock) amou! “

Fotos da parceria de Toogod com a Birkenstock
Fotos da parceria de Toogod com a Birkenstock
Foto: Tom Johnson/ Divulgação TOOGOD

O projeto da cápsula, que já saiu, é composta por três sandálias diferentes recortadas, de alguns dos estilos característicos da marca, como o Arizona, além de roupas casuais em tons suaves e elementares. A cama tem um grande desenho escultural inspirado na clássica palmilha Birkenstock, a base da sandália, com as suas camadas de lona estufada e estofos em pele assentes sobre uma base de cortiça.

Para quem não conhece o trabalho de Toogood, a coleção reflete seu ethos e estética mais amplos. Seus designs, sejam eles móveis ou moda, baseiam-se em ideias bastante rudimentares – os materiais e as formas são simples, descomplicados, mas sempre impressionantes. É o tipo de design que você deseja aplicar em tudo ao seu redor. Muito parecido com uma escultura de Hepworth.

Similarmente calmante é a nova linha de cerâmica “Dough” do estúdio – uma caneca, um jarro, uma tigela grande e um prato – definida por bordas curvas que parecem imitar uma bola de farinha amassada com água que sobe suavemente. Eles expressam simplicidade, conforto e talvez um tipo de calma ou integridade que todos nós procuramos em nossas casas durante a pandemia.

“Nosso relacionamento com a nossa casa não poderia ser mais comovente”, disse ela. “Não é de se admirar que o negócio doméstico e o mundo doméstico estejam passando por um grande renascimento agora.”

Toogood reconhece que seus produtos não são acessíveis para todos. É “design de alta costura” em sua maior parte – e seu papel, como ela o vê, é ultrapassar os limites e criar conceitos que serão imitados, eventualmente acabando nas mesas do dia-a-dia em casa, embora ela observe que as colaborações com parceiros como a Birkenstock torna alguns de seus produtos mais acessíveis. Ela revela estar trabalhando em outras maneiras de reduzir o preço de alguns de seus designs.

Quando solicitada a citar o truque de design mais acessível para transformar qualquer casa, ela respondeu rapidamente: pintar.

“Parece muito óbvio, mas (comprar) potes de tinta é a coisa mais transformadora que você pode fazer em sua casa agora … E seja corajoso com isso!”

Mas, independentemente do orçamento, ela acredita no poder fundamental do design, como forma de melhorar o ambiente de uma casa. “Tendo crescido em uma casa onde tudo fica difícil de ser consertado, acredito muito que você pode tornar as coisas bonitas”.

“Você tem que ter imaginação e dedicar um pouco mais de tempo, mas você pode criar um espaço único.”

(Texto traduzido. Clique aqui para ler a versão original em inglês)

 

 
 

Mais Recentes da CNN