Novos passaportes belgas celebram história em quadrinhos do país

País emitirá passaportes definidos por imagens de seus heróis de quadrinhos, de Tintim aos Smurfs

Smurfs estampam algumas páginas do novo passaporte belga
Smurfs estampam algumas páginas do novo passaporte belga Divulgação / Ministério das Relações Exteriores da Bélgica

Hannah RyanArnaud Siadda CNN

Ouvir notícia

A maioria dos passaportes tende a ter um design relativamente uniforme. Eles geralmente são de cor bordô, preto ou azul e podem abranger uma pequena versão do símbolo de uma nação. Mas esse não será o caso dos belgas a partir de 7 de fevereiro – agora o país emitirá passaportes definidos por imagens de seus heróis de quadrinhos, de Tintim aos Smurfs.

Os portadores de passaportes belgas poderão folhear as páginas de seu novo documento e identificar alguns dos personagens fictícios mais amados do país, incluindo Lucky Luke e Blake e Mortimer, ao lado do famoso repórter de Hergé e os Smurfs azuis que há muito são populares entre as crianças ao redor do mundo.

Em um comunicado para a imprensa, a ministra das Relações Exteriores da Bélgica, Sophie Wilmès, disse que o novo passaporte é “ainda mais seguro graças às novas técnicas de segurança e personalização” e acrescentou que será “reconhecível graças ao seu design original, que homenageia uma das joias da nossa cultura: as heroínas e heróis das histórias em quadrinhos.”

Wilmès também descreveu o passaporte belga como “um dos melhores do mundo” e o chamou de “fonte de orgulho” para a nação. Ela também observou que é um “objeto de desejo dos falsificadores”, razão pela qual o ministério trabalha constantemente para melhorar sua segurança.

“A introdução deste novo passaporte é também uma oportunidade para destacarmos a 9ª arte, a banda desenhada, que é um elemento central da nossa cultura e da nossa influência no exterior”, disse Wilmès.

Bélgica foca em valorizar cultura de quadrinhos em novos passaportes / Divulgação / Ministério das Relações Exteriores da Bélgica

A chanceler agradeceu aos “editores, autores e detentores de direitos que aceitaram participar do projeto”. Ela também enfatizou o reforço na qualidade e segurança do passaporte, mas reconheceu que o custo não aumentaria, o que ela chamou de “gesto forte que será custo-benefício para nossos cidadãos”.

Segundo o site oficial de Tintim, por ocasião do lançamento do novo documento, uma exposição temporária sobre a história do passaporte belga estará acessível no Musée de la bande dessinée (Museu de Arte Cômica) até 6 de março.

A maioria das imagens do novo passaporte são retiradas das histórias em quadrinhos clássicas, como “Exploradores na Lua”, de Tintim – publicado pela primeira vez em 1954 – e, segundo o site Tintim, os personagens escolhidos para enfeitar o novo as páginas do passaporte estão ligadas ao tema da viagem.

As aventuras de Tintim o levaram por todo o mundo, dos Estados Unidos a Sydney e até o espaço sideral. Agora, os viajantes belgas serão acompanhados pelo desenho de Hergé junto com as outras figuras de quadrinhos que o país é conhecido por produzir.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN