Atirador é preso após fazer 30 reféns em shopping nas Filipinas


02 de Março de 2020 às 08:28 | Atualizado 02 de Março de 2020 às 16:03
Shopping V Mall Filipinas Manila

Policiais fazem cerco em shopping na cidade de San Juan, na zona metropolitana de Manila, capital das Filipinas. Homem armado abriu fogo no local e fez cerca de 30 pessoas reféns (02.mar.2020)

Crédito: CNN/Ella Mage

Um homem armado abriu fogo contra uma pessoa e manteve mais de 30 reféns em um shopping de San Juan, região metropolitana de Manila, capital das Filipinas. O sequestro só terminou depois que ex-chefes do agressor pediram desculpas por tê-lo demitido.

Segundo Francis Zamora, prefeito de San Juan, o atirador é Archie Paray, um segurança demitido recentemente do Virra Mall, no complexo comercial de Greenhills. Ele libertou todos os reféns depois que suas demandas foram atendidas, disse Zamora em uma coletiva de imprensa.

Mais cedo, Paray havia solicitado, via FaceTime, que seus antigos chefes na empresa de segurança Sascor renunciassem aos seus cargos por terem demiti-lo. Seis diretores da companhia renunciaram em conjunto e se desculparam pelo ocorrido.

Após libertar os reféns, Paray explicou que o fez porque estava com raiva das práticas da empresa de segurança para a qual trabalhava. Além disso, ele afirmou que a companhia está envolvida com corrupção.

Pouco depois, o agressor foi preso e os policiais encontraram uma pistola escondida no bolso dele.

Demandas atendidas

À imprensa, Zamora disse que Paray entrou no shopping por volta das 10h locais (23h de domingo em Brasília) e atirou contra um dos funcionários do shopping - que está em condição estável, segundo o prefeito.

Em seguida, o atirador fez 30 pessoas reféns dentro de um escritório na parte administrativa do complexo comercial. 

A renúncia dos antigos chefes foi apenas uma das condições estabelecidas por ele para libertar os reféns. Paray também solicitou conversar com antigos colegas de trabalho em uma chamada de vídeo, e um pedido de desculpas formal da empresa que o demitiu. Os dois pedidos foram concedidos.